25.anos.ACOAG@Águeda.pt , por Alberto Marques (*)

Alberto Marques

A Associação Comercial de Águeda (ACOAG) comemorou no passado Sábado o seu 25º aniversário, um quarto de século após a escritura pública celebrada a 29 de Setembro de 1989. Na génese deste projecto, esteve o espirito empreendedor de algumas dezenas de comerciantes da cidade e do concelho, decididos a tomar nas mãos o seu próprio destino, criando uma associação que os representasse e defendesse os seus direitos e interesses.
Felizmente – para os comerciantes e para os cidadãos – os interesses do sector confundem-se e coincidem com o interesse de Águeda. Ao longo destas duas décadas e meia, a ACOAG desenvolveu inúmeras actividades e projectos com impacto marcante e claramente positivo na vida e na evolução da nossa terra, indo muito além do básico e fundamental trabalho associativo em prol de um sector com tantas necessidades.
Coube-me a mim ser Presidente da Assembleia Geral da ACOAG neste momento simbólico da sua caminhada. Tenho acompanhado a evolução da nossa associação desde meados da década de 90, com especial empenho nos mandatos em que presidi à Direcção desta casa e, mais recentemente, como presidente do Conselho Fiscal. A ACOAG foi – e é – uma lição de esforço, de dedicação e de trabalho, para sonhar uma estrutura que unisse e defendesse os interesses dos comerciantes de Águeda, onde a discussão interna das questões, ajudasse a construir e fortalecer uma união que nem sempre é fácil.

Cícero, filósofo, político, e uma das mentes mais versáteis da Roma antiga, disse: “Nenhum dever é mais importante do que a gratidão”. No momento em que a ACOAG comemora 25 anos de existência, quero agradecer a todos que trilharam este caminho connosco, nos bons e nos maus momentos, na prosperidade e na dificuldade. E faço-o com a humildade própria de quem tem a consciência de que nada – absolutamente nada – se constrói sozinho, mas em parceria, em conjunto com o próximo, com sinergia e espírito colectivo.

Em breve, aproveitarei este espaço do Região de Águeda para aprofundar a minha análise sobre o actual estado da ACOAG e do sector do comércio aguedense. Nem tudo estará bem, nem tudo será perfeito, mas, recorrendo a outra citação, William Shakespeare disse “Sofremos demasiado pelo pouco que nos falta, e alegramo-nos pouco pelo muito que temos”.

Não esquecendo o muito que falta fazer, o momento é de celebração, pelo que ergo a minha taça e brindo aos 25 anos da ACOAG.
Parabéns!

(*) Colaborador. Membro da Assembleia Municipal de Águeda pelo PSD

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top