Águas da bacia do Vouga insuficientes para abastecer populações

As reservas de água subterrâneas de Aveiro estão sobre exploradas, existem poucas albufeiras para reter a água dos rios e não há capacidade de armazenamento suficiente para o abastecimento urbano, segundo o Plano de Gestão Hidrográfica do Rio Vouga.

Este Plano – que a Administração da Região Hidrográfica do Centro acaba de colocar em discussão pública – revela também problemas de poluição e risco significativo de cheias em algumas zonas.

Para reverter a situação, o documento aponta para a necessidade de um investimento de quase 50 milhões de euros até 2015, em medidas previstas nos programas das entidades que intervêm na bacia hidrográfica do Vouga.

A Bacia Hidrográfica do Vouga, contando com as pequenas bacias hidrográficas afluentes directas da Ria de Aveiro, cobre uma extensão de 3 635 km². O Rio Vouga tem um total de 148 quilómetros de extensão e como afluentes principais os rios Caima, Mau e Sul, na margem direita, e Águeda, na margem esquerda.

(INFORMAÇÃO COMPLETA NAS EDIÇÕES IMPRESSA E E-PAPER)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top