Águeda e Bissau apostam na cooperação

Comitiva de Bissau em Águeda

 Uma comitiva de Bissau esteve no município de Águeda, esta segunda e terça-feira, para “reforçar a geminação e os laços de amizade existentes” entre os dois municípios e “identificar novas formas de cooperação bilateral” em áreas como a modernização administrativa, juventude, educação e relações empresariais.

Na segunda-feira (dia 14) a comitiva guineense visitou as instalações da Câmara Municipal para conhecimento da experiência de modernização administrativa. O presidente da Guiné-Bissau, com a sua comitiva, foi recebido no salão nobre, seguida de uma visita guiada pela cidade.
Na terça-feira, a comitiva esteve presente na reunião do executivo municipal, seguindo-se visitas à Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda e à empresa Tradumeio, partindo depois a comitiva rumo a Sintra.
A comitiva guineense era constituída por Adriano Ferreira (presidente da Câmara Municipal de Bissau), Victor Barros (chefe de gabinete do presidente), Mário Lopes (secretário-geral da Câmara de Bissau) e Issuf Conta (diretor do gabinete para a Cooperação e Investimento).
Já a comitiva aguedense integrou Gil Nadais e Jorge Almeida (presidente e vice-presidente do município), Elsa Corga, João Clemente e Edson Santos (vereadores do PS), Daniela Herculano (chefe de gabinete da autarquia), Artur Ferreira (diretor da ESTGA), Gonçalo Alvim (presidente da ANATA) e Óscar Mendes (secretário-geral da Associação Empresarial de Águeda).

CIDADES GEMINADAS HÁ 16 ANOS

“Após 16 anos da assinatura do protocolo de geminação, a realidade socioeconómica dos dois países alterou-se significativamente, e as duas cidades pretendem reforçar a sua estratégia de cooperação”, explicou Gil Nadais.
Águeda e Bissau estão geminadas desde 10 de março de 2000. Em outubro desse ano, Águeda recebeu uma comitiva da Guiné-Bissau, definindo estratégias de cooperação ao nível da formação profissional, emprego e intercâmbio cultural. As empresas aguedenses instaladas em Bissau tiveram, de acordo com Gil Nadais, “um papel preponderante no fortalecimento desta relação de proximidade”, desenvolvendo ações formativas em áreas como a higiene, sanidade e ambiente e qualificação de mão-de-obra com vista à inserção no mercado de trabalho local.
Entre 2010 e 2013 os municípios de Águeda e Moura comparticiparam a bolsa de estudo a um jovem guineense, que fez o curso de arquitetura na Universidade Técnica de Lisboa.
A 17 de maio de 2010, foi realizado um ponto de situação da geminação, que culminou com algumas missões de solidariedade com aquele país: criação de um centro multifuncional, com biblioteca e acesso à internet, que implicou o envio de um contentor com mobiliário próprio, equipamento informático e um repositório documental e digital (livros, revistas, jornais, cd); cooperação com a ONG Afectos com Letras, doando material escolar que saiu das escolas requalificadas; cooperação com a Missão Saúde para a Humanidade, da Universidade de Aveiro, atribuindo apoios para a deslocação de médicos oftalmologistas; e integração da Plataforma Geminal, promovida pela Associação Água Triangular, de modo a explorar as potencialidades comerciais naquele país.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top