Águeda: Junta equaciona interpor acção judicial contra reorganização administrativa

A Junta de Freguesia de Águeda está a ponderar avançar com acção em tribunal contra a reorganização administrativa aprovada para Águeda. Segundo o presidente da Junta, o socialista Paulo Seara, “não foi cumprida a lei”.

“Além da ponte é lugar de Águeda, freguesia de Recardães, logo faz parte integrante do lugar de Águeda e por isso a lei diz que obrigatoriamente Recardães tem de se juntar a Águeda”, argumenta o autarca, lembrando que “Não pode haver um lugar urbano em duas freguesias”.

Recorde-se que o novo mapa de freguesias aprovado para o concelho reduziu de 20 para 11 freguesias, ficando a Borralha agregada a Águeda e Espinhel agregada a Recardães.

Opinião diferente tem Pedro Gomes, presidente da Junta de Freguesia de Recardães eleito pelo PSD, que afirmou publicamente a recusa em agregar a sua freguesia a Águeda.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top