Águeda: PSD considera “fracasso” a governação socialista

Alberto Marques

Alberto Marques falou em representação do grupo municipal do PSDno debate sobre o estado do concelho de Águeda para dizer que a governação socialista à frente da câmara municipal foi “um fracasso”

Segundo o deputado social democrata, foi um fracasso porque o PS não conseguiu em 11 anos resolver o problema da ligação à autoestrada e a Aveiro e “ resumiu a sua intervenção na dinamização do tecido industrial ao projeto do Parque Empresarial do Casarão”. Segundo Alberto Marques, ao contrário do que prometeu, o PS não conseguiu “travar a exportação de empresas aguedenses”, adiantando que, em 2005, Águeda tinha 5847 empresas e que, de acordo com os últimos dados disponíveis do INE, em 2013 o concelho de Águeda tinha 4946 empresas.

“Perdemos cerca de 900 empresas”

“Ou seja, durante este ciclo autárquico socialista em Águeda, perdemos cerca de 900 empresas, representando uma perda líquida de 15,41 %”, disse. “Enquanto a média do distrito de Aveiro foi de 11% de perda de empresas, em Águeda perdemos cerca de 15%, havendo municípios como Ovar ou Aveiro em que o número de empresas até cresceu”, afirmou o social democrata.
Segundo Alberto Marques, também a política fiscal do município “é um dos mitos mais fáceis de quebrar”. “Por um lado, é verdade que o município de Águeda fixou quase todas as taxas que de si dependem nos respetivos limites mínimos, medida que o PSD sempre apoiou e votou favoravelmente. Agora, daí à “narrativa” que tentam passar, vai uma enorme distância”, defendeu. “A redução das taxas não é conseguida por causa de uma miraculosa gestão financeira do município, mas sim à custa de muitos milhões de euros que todos os munícipes estão a pagar a mais desde 2005”, defendeu.
“O Governo Central decidiu investir ao longo dos últimos anos na reformulação do parque escolar, e foi neste contexto, com fortes apoios dos governos centrais, que a autarquia concretizou alguns investimentos em escolas do concelho”, defendeu ainda Alberto Marques, lamentando o “atraso na discussão e aprovação do Plano Estratégico da Educação para o município de Águeda”.

“Na saúde hoje estamos muito pior”

Já no que diz respeito à saúde e ao hospital de Águeda, Alberto Marques considerou que “hoje estamos muito pior que em 2005”. “Nem com manifestações eleitoralistas, nem com Governos do PS nem com Governos do PSD conseguiram o peso político necessário para inverter o estado vegetativo do nosso hospital”, disse.
Também na área da justiça a atuação do PS foi um fracasso na opinião do PSD. “As condições dos profissionais da justiça degradaram-se de dia para dia e ainda no ano passado assistimos ao espetáculo degradante de centenas de processos a secar à frente das escadarias do tribunal devido a uma infiltração de águas, enquanto concelhos vizinhos ganham cada vez mais importância em detrimento do nosso”.
“O abastecimento de água em todo o concelho, como havia sido prometido em 2005 é outra miragem”, concluiu o social democrata.

(reportagem na edição de 9 de novembro)
Autores

Notícias Relacionadas

*

Top