Alberto Marques critica tolerância de ponto nas autarquias

A tolerância de ponto concedida aos funcionários da Câmara Municipal de Águeda e de várias Juntas de Freguesia do concelho na segunda-feira de Páscoa mereceu a crítica de Alberto Marques, membro da Assembleia Municipal de Águeda pelo PSD, em texto de opinião publicado na edição desta semana do Região de Águeda.

“Tal como eu, vários cidadãos aproveitaram o dia livre (obtido à custa de um dia de férias ou troca de outro dia, de acordo com as entidades patronais) para se deslocarem a vários serviços e entidades e resolverem assuntos que, de outra forma, lhes custariam horas ou dias de trabalho noutra data”, refere o articulista.

Para Alberto Marques, “parece que, afinal, o esforço que tem sido pedido – e imposto – a todos os portugueses não é bem para todos, nem mesmo dentro do próprio Estado”.

O articulista ressalva, porém, que algumas Juntas de Freguesia estavam encerradas propondo “aos funcionários folgarem esta segunda-feira em troca de um dia de férias”, situação que considerou “muito mais responsável”.

(TEXTO DE OPINIÃO DAS EDIÇÕES E-PAPER E IMPRESSA)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top