Ana Lúcia Xavier: “Águeda terá um futuro cultural recheadíssimo”

“Águeda terá com toda a certeza um futuro cultural recheadíssimo”. Esta é a opinião de Ana Lúcia Xavier, natural de Águeda, que estudou Interpretação Teatral na Academia Contemporânea de Espectáculo no Porto depois da sua iniciação ao teatro na Escola Secundária Marques de Castilho.

Na época, Ana Lúcia Xavier integrou vários espectáculos da d’Orfeu pela mão de Odete Ferreira. Durante a sua formação, teve oportunidade de trabalhar com nomes como António Capelo, João Paulo Costa, Kuniaki Ida, Sérgio Praia, Maria do Céu Ribeiro, Joana Providência, entre outros.

Recentemente, retomou na d’Orfeu o desenvolvimento da sua actividade formativa e criativa. Nesse âmbito, destacou-se como actriz e protagonista no espectáculo “Alma d’Água”, comemorativo dos 75 anos dos Bombeiros Voluntários de Águeda, e prepara actualmente uma criação teatral para a infância, bem como um Workshop de teatro para adultos.

Ana Lúcia Xavier considera ser “muito difícil” alguém viver do teatro ou das artes em geral em Portugal. “As artes em Portugal são pouco valorizadas consequentemente mal pagas. Já tivemos fases melhores, mas penso que também já passámos a pior fase, a fase em que as pessoas não compreendiam a necessidade da presença das artes na sua formação pessoal”

(entrevista na edição impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top