Artista aguedense cede bens culturais

p Maria Melo ladeada pelo presidente da Câmara e a veradora da educação, Jorge Almeida e Elsa Corga

Maria Antónia Martins de Melo Sereno (Maria Melo) e o presidente da Câmara Municipal de Águeda, Jorge Almeida, assinaram um acordo de cedência temporária de bens culturais

O acordo surgiu na sequência do contacto da artista aguedense, em novembro de 2018, para que o município divulgasse e valorizasse o seu legado artístico de cerca de 20 anos. Maria Melo também tem intenção de deixar em testamento todas as obras de artes plásticas de sua exclusiva autoria à Câmara de Águeda.
Nascida em Águeda em 1948, Maria Melo passou por várias formações de arte em Portugal e Bélgica, tendo exposto nestes dois países e na Holanda. Tem feito uma média de duas exposições por ano e a sua obra continua a crescer. “Agora passarão a cuidar dos meus 840 filhos”, comentou a artista após a assinatura.
Em abril de 2018, Maria Melo teve patente no Centro de Artes de Águeda a exposição “Voar – Juntos no Sonho da Roda”. A artista vai regressar em dezembro de 2019 com novas obras e novos métodos de ilustração e pintura, que terão como temática a sua história de infância enquanto vivia no concelho de Águeda.
Segundo Jorge Almeida, “a autarquia está consciente da importância da obra dos artistas do concelho”. Já Elsa Corga, vereadora da cultura e educação, sublinhou a “grande honra” para o município “ter sido escolhido para cuidar e divulgar este património artístico”, realçando o acordo como uma “mais valia na cultura e nas artes de Águeda”.

 

Fotografia em cima: p Maria Melo ladeada pelo presidente da Câmara e a veradora da educação, Jorge Almeida e Elsa Corga
Autores

Notícias Relacionadas

*

Top