Banda Marcial deposita acervo patrimonial em Oliveira do Bairro

“Sem falsa modéstia, atrevemo-mo-nos a dizer que o património que a Banda Velha tem erguido vai muito para além daquilo que os olhos deixam ver”, referiu o presidente da direcção, Jorge Mendonça, no jantar comemorativo do 140º aniversário.

 

A Banda Marcial de Fermentelos celebrou “protocolos de depósito de algum do acervo patrimonial” da instituição com o Museu de Etnomúsica da Bairrada, com sede em Oliveira do Bairro.

“Entendemos que quem não sabe do passado nem do presente não é capaz de projectar o futuro”, justificou o presidente da direcção, Jorge Mendonça, durante o jantar comemorativo do 140º aniversário, que se realizou no sábado.

“Foi nossa preocupação conjugar sinergias com o Museu de Etnomúsica da Bairrada, de forma que, sem perder a sua propriedade patrimonial, a Marcial tenha assegurada a recuperação, manutenção e preservação da sua história”. Por isso, confiou parte do acervo patrimonial “à guarda das mãos sabedoras de técnicos, e em local dotado de todas as condições indispensáveis para o efeito, ao nível térmico e de segurança”.

A Banda Marcial tem vindo a comemorar desde Abril os 140 anos de existência.

Em Dezembro próximo, publicará um livro alusivo à história da Rambóia; e no primeiro semestre do novo ano, procederá à edição do quinto registo áudio.

 

 

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top