Câmara de Águeda executou 22.88% do PPI em 2018

Câmara Municipal de Águeda

A Câmara Municipal de Águeda executou apenas 22,88% do plano plurianual de investimentos (PPI) previsto no seu orçamento para o ano de 2018 – de acordo com o relatório de gestão que foi à reunião do executivo municipal na tarde desta terça-feira.

A autarquia tinha previsto uma verba de 14,6 milhões de euros no PPI, tendo apenas executado 3,3 milhões de euros. O desvio total na execução é de 11,3 milhões de euros, a maior fatia (3,9 milhões de euros) no ordenamento do território. No ano anterior (2017), a Câmara de Águeda havia executado 48,68% do PPI: dos 20 milhões previstos, executou 9,7 milhões de euros.
Já no plano de atividades municipais (PAM) a execução global em 2018 foi de 68,22%: dos 13,8 milhões previstos foram executados 9,5 milhões de euros.

10% EM RECEITAS DE CAPITAL

A Câmara de Águeda havia perspetivado um orçamento de 44,56 milhões de euros para 2018, tendo executado 28,5 milhões na receita (64,03%) e 25,2 milhões na despesa (56,45%). Os valores do desvio, em relação ao orçamentado, foram de 16 milhões de euros na receita e 19,4 milhões de euros na despesa.
Nas receitas, a percentagem das receitas correntes (destinadas ao funcionamento da máquina autárquica) situou-se nos 81,94% (um desvio de 5,5 milhões de euros face aos 30,7 previstos), enquanto a percentagem de receitas de capital (destinadas a investimento) ficou-se pelos 10,72%: dos 11,7 milhões de euros previstos, foram executados 1,3 milhões, havendo assim um desvio na execução de 10,4 milhões.
Nas despesas, a percentagem das despesas correntes foi de 72,66% (19,7 milhões de euros executados face aos 27,1 previstos), enquanto a percentagem de despesas de capital se situou nos 31,19%: dos 17,4 milhões de euros previstos, foram executados 5,4 milhões de euros, havendo assim um desvio na execução de quase 12 milhões de euros.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top