Câmara de Águeda: Gestão financeira supera médias nacional e regionais

Câmara de Águeda: Gestão financeira supera médias nacional e regionais

A Câmara Municipal de Águeda terminou 2013 com resultados de gestão financeira superiores às médias nacionais e regionais dos municípios portugueses, embora o grau de independência financeira seja inferior. Neste caso, o peso das receitas próprias representa apenas 32,96% do total de receitas do município, o que o deixa muito dependente de financiamentos estatais e europeus – fundos que conseguiu captar nos dois últimos anos.

No ano em que aumentou o investimento e viu crescer as despesas correntes, a Câmara de Águeda gerou mais receitas; mesmo com a quebra de meio milhão de euros das que provêm dos impostos municipais, consequência da diminuição das taxas correspondentes no IRS, IMI e Derrama IRC.

A autarquia apresentou ainda um saldo orçamental positivo em 10,46% quando as médias dos municípios da Região de Aveiro (Municípios CIRA) e dos municípios comparáveis (MC) são negativas. A dívida total por habitante do município de Águeda é muito inferior a todas as médias tidas em comparação, de acordo com a análise efetuada pelo REGIÃO DE ÁGUEDA.

 

TRABALHO COMPARATIVO DA SITUAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTOS DAS 11 CÂMARAS MUNICIPAIS DA CIRA E MÉDIAS NACIONAL E CENTRO

(MAIS INFORMAÇÃO NAS EDIÇÕES E-PAPER E IMPRESSA)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top