Câmara de Albergaria-a-Velha aumenta número de bolsas de estudo

Edifício dos Paços do Concelho em Albergaria-a-Velha

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha aumentou o número de bolsas de estudo a atribuir a estudantes do ensino superior, para o ano letivo 2015-2016. O objetivo, explicou a vereadora da Educação, Catarina Mendes, é “possibilitar aos alunos mais carenciados a continuidade nos estudos, ajudá-los nas despesas do dia a dia”.

A autarquia de Albergaria-a-Velha vai passar a atribuir anualmente 15 bolsas de estudo a estudantes que estejam matriculados em instituições do ensino superior, universidades, institutos superiores, institutos politécnicos e escolas superiores, para obtenção do grau de licenciatura ou mestrado integrado.
Os candidatos a bolsa têm que residir no concelho, não serem detentores de habilitações de nível superior, ter aproveitamento escolar, nos casos em que tenham estado matriculados no ano letivo anterior, e não possuírem, por si só ou através do agregado familiar em que se integram, um rendimento mensal per capita superior ao salário mínimo nacional.
A bolsa a atribuir funciona como um complemento às despesas diárias dos estudantes e está fixada em 30 por cento do salário mínimo nacional, alcançando o valor de 151,5 euros mensais, durante dez meses.
A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha atribui bolsas de estudo a estudantes do ensino superior desde 2004, em número de dez por ano. Para o próximo ano letivo este número sobe para 15, tendo em conta, explica o Município, que a conjuntura atual tem gerado um aumento de casos de famílias em situação de vulnerabilidade social, o que constitui um obstáculo à continuidade dos estudos de ensino superior.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top