Câmara quer parque do Casarão com linha de muito alta tensão

Parque empresarial do Casarão

A Câmara de Águeda “encontra-se a aprofundar” a possibilidade da alimentação do Parque Empresarial do Casarão (PEC) com uma linha abastecedora de muito alta tensão (MAT). O objetivo é atrair investimento de empresas com “elevada incorporação tecnológica”

A pretensão tem enquadramento legal, no âmbito do parecer recentemente elaborado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) com vista à proposta de plano de investimentos e desenvolvimento da rede de transporte de eletricidade 2018 – 2027.
“A possibilidade do PEC poder vir a ser uma ilha de qualidade de serviço, para além de ser um procedimento inovador de dotação de caraterísticas de alimentação elétrica a parques industriais ou empresariais em Portugal, oferece inúmeras vantagens”, considera o presidente da Câmara, Jorge Almeida.
Além da “qualidade e fiabilidade” do fornecimento energético em MAT para as indústrias ali instaladas, o autarca considera poder vir a ser um fator de atratividade. “Possibilita a captação de investimento de empresas com necessidades de qualidade de energia elétrica superiores para o seu funcionamento”.
Para Jorge Almeida, o estudo, realizado em parceria com a REN, “representa um avanço significativo para a atratividade do concelho de Águeda e colocará o PEC-Águeda num patamar singular ao nível regional e até mesmo nacional”.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top