Notícias: Destaques

Capa da primeira edição do Região de Águeda, em 30 de outubro de 1998

REGIÃO DE ÁGUEDA | 21 anos. Como foi a primeira edição?

REGIÃO DE ÁGUEDA | 21 anos. Como foi a primeira edição?

Sexta-feira, 30 de outubro de 1998. Portugal despedira-se da Expo’98, o Escudo ainda era a moeda e Águeda sofria com todo o intenso trânsito da EN1 sem variante. A edição n.1 do Região de Águeda destacava, em manchete de primeira página, a inauguração da segunda fase do laboratório de ensaios da ABIMOTA. “Representa um passo

Assembleia da REpública

Resultados eleitorais em Águeda (contagem final)

No município de Águeda, o PS foi o mais votado nas eleições legislativas deste domingo, com 8.209 votos.  O PSD somou 7.754 votos e o BE 2068, assumindo-se como a terceira força política no município. O CDS/PP somou 1.252 votos e a CDU 658.  Confira os resultados por freguesias, que foi sendo atualizado em tempo

Toxicodependência não se vê mas tem aumentado - diz especialista

A toxicodependência que não se vê

Ao contrário da perceção existente na sociedade sobre a toxicodependência, há cada vez mais consumidores de cannabis e há substâncias novas e cada vez mais potentes. Quem o disse foi Emídio Rodrigues, coordenador do Centro de Respostas Integradas (CRI) de Aveiro, perante professores e outros educadores que participaram no seminário promovido pela Comissão de Proteção

Marca Bairrada apresentada em Cantanhede

Marca Bairrada apresentada

A criação de uma “marca agregadora e identitária” da região da Bairrada demorou seis anos a construir. Pretende atrair o turismo e desenvolver a economia bairradina. O objetivo é criar valor a partir das potencialidades e da diversidade do território. No sábado, em pleno claustro do município de Cantanhede, foi apresentada, diante de representantes dos

Os sucessivos focos de incêndio obrigaram a esforço redobrado

Mão criminosa nos incêndios – diz autarca

A GNR está em campo para saber se houve mão criminosa e a Polícia Judiciária (PJ) “está a acompanhar” os processos de investigação aos últimos incêndios florestais que consumiram dois mil hectares de terreno no município de Albergaria-a-Velha e 500 hectares no município de Águeda – referiu o presidente da Câmara de Águeda, Jorge Almeida,

Top