Notícias: Entrevistas

Danças Ocultas

“Pretendemos o reconhecimento do grande público” – Danças Ocultas

“Pretendemos o reconhecimento do grande público” – Danças Ocultas

Em vésperas dos quatro concertos de apresentação ao vivo do novo disco – “Dentro Desse Mar” – o quarteto do Danças Ocultas falou ao Região de Águeda sobre a necessidade de “uma intervenção artística” que “abrisse novos caminhos”, marcando assim os 30 anos de uma carreira internacional com o objetivo de ambicionar novos públicos e

Joaquim Major

“Para mim a escrita é uma excelente maneira de estar só” – Joaquim Major

Joaquim Major acaba de lançar o seu segundo livro. O romance “Bossas sob um Céu zangado” foi apresentado, no sábado, na Biblioteca Municipal Manuel Alegre, pelo escritor e jornalista Afonso de Melo. O RA falou com o autor sobre este novo livro e sobre a importância da escrita na vida deste contabilista P> Acaba de

Miguel Duarte numa missão de resgate no Iuventa

“O que será feito deste mundo quando tivermos medo de nos ajudar uns aos outros?” – Miguel Duarte, voluntário no Mediterrâneo

“Atuei de acordo com o que considero eticamente correto com o objetivo de salvar tantas vidas quanto possível”, disse Miguel Duarte, acusado pelas autoridades italianas de imigração ilegal. Em entrevista ao Região de Águeda, este neto de aguedense, que se voluntariou em ações de resgate no Mediterrâneo, considera que se trata de uma “acusação séria,

Helder Gomes Cancela

“Por muito duros que os livros sejam, o mundo é sempre mais cruel” – Helder Gomes Cancela, escritor premiado

Natural de Arrancada do Vouga (Valongo do Vouga), o escritor Helder Gomes Cancela foi distinguido recentemente com o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores/2017, pelo seu romance “As Pessoas do Drama”. E entrevista ao RA, fala da importância do prémio, da sua obra e do novo livro que será publicado

RDA - Rui Anjos e Pedro Alpoim 3

“ SAD é uma boa solução… Estamos a acautelar os riscos! ”

Rui Anjos foi eleito presidente da direção do Recreio de Águeda para um mandato de dois anos mas só avança caso seja constituída uma SAD – Sociedade Anónima Desportiva. Tudo porque os custos fixos quintuplicaram e as receitas com publicidade e quotização são as mesmas. O objetivo passa por subir à 2ª Liga. “Estamos a

Top