Caverna de montanha para apreciar Danças Ocultas

Salzburgo, 23 de Outubro. O sexto concerto, de um total de nove, da digressão do Danças Ocultas por terras austríacas e pelo sul da Alemanha protagonizava um dos momentos altos da vida do quarteto aguedense – que, 20 dias antes, estreara o seu novo álbum, Tarab, no Teatro São Luiz, em Lisboa.

Terra de músicos e de cultura, Salzburgo (fotos) converteu uma caverna escavada na montanha num espaço para eventos culturais. “Muito apelativo!”, reconhece Artur Fernandes, que com Filipe Cal, Filipe Ricardo e Francisco Miguel actuou perante três centenas e meia de um público muito interessado e rendido à sonoridade dos aguedenses.

“É gente muito disponível para ouvir”, referiu Artur Fernandes, contactado pelo RA. O espaço encheu para voltar a apreciar o Danças Ocultas, para quem estas viagens à Áustria têm tido frequência quase anual.

(informação completa na edição impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top