Centro de Artes de Águeda: programação para o primeiro trimestre de 2018

Centro De Artes De Águeda

Cuca Roseta, Ana Bacalhau, Myles Sanko, Miguel Araújo, Dead Combo e The Black Mamba são alguns dos artistas que vão passar pelo Centro de Artes de Águeda (CAA) no primeiro trimestre de 2018

O executivo municipal aprovou, esta terça-feira, a programação do Centro de Artes de Águeda para os primeiros três meses de 2018.
No mês de janeiro, entre as várias propostas, destaque para a exposição “Subway Life”, de António Jorge Gonçalves (patente até 31 de janeiro), que decidiu desenhar pessoas que se sentassem à sua frente no Metro, em Londres. Esta exposição reúne uma seleção desses desenhos ampliados à escala humana. No dia 13, sobre ao palco Cuca Roseta, acompanhada pela Banda Alvarense. O preço dos bilhetes é 15 euros e as receitas revertem para o Centro Social Arco-Iris e para o Centro Social e Paroquial de Recardães. Para o dia 20, está agendado o concerto de Miguel Araújo, sendo o preço do bilhete 10 euros. Já no dia 26, é a vez do britânico Myles Sanko atuar em Águeda, com os bilhetes a custarem 10 euros (plateia e balcão) e 8 euros (frisas).

DANÇA E TEATRO

Fevereiro traz Ana Bacalhau a Águeda, no dia 2. No dia 10, há dança com a Companhia Olga Roriz que traz ao município Espetáculo “Síndrome”. No dia 24, tem lugar o concerto da brasileira Flavia Coelho. O preço dos bilhetes para estes três espetáculos é de 10 euros (plateia e balcão) e 8 euros (frisas).
Em março, teremos o concerto dos The Black Mamba, no dia 9, e Dead Combo no dia 17. E, nos dias 23 e 24, há teatro com a peça “O Escândalo Philippe Dussaert”, um monólogo do ator brasileiro Marcos Caruso, que conta mais de 40 anos de carreira. O texto é do autor francês Jacques Mougenot. O preço dos bilhetes para estes espetáculos é de 10 euros (plateia e balcão) e 8 euros (frisas).
O custo dos espetáculos programados para o primeiro trimestre de 2018 variam entre os 11 mil euros (“O Escândalo Philippe Dussaert”) e 1000 euros (Cuca Roseta e Banda Alvarense), sendo que o espetáculo de dança de Olga Roriz custa 7 mil euros e o de Flavia Coelho e Myles Sanko andam a volta dos 6 mil euros. Os restantes rondam os 3 mil euros.

PRODUÇÕES LOCAIS NA PROGRAMAÇÃO

A programação do Centro de Artes de Águeda para o primeiro trimestre de 2018 também inclui várias produções de associações locais.
No dia 26 de janeiro, teremos o concerto de comemoração do aniversário do Conservatório de Música de Águeda. No dia 10 de março, terá lugar o Encontro de Coros da Bairrada, promovido pelo Orfeão de Águeda. No dia 25 de março, a Banda Marcial realiza o espetáculo A memória das Origens, inserido na comemoração dos seus 150 anos. Já no dia 29 de março, decorre o concerto da Orquestra Municipal de Águeda, promovido pela União de Bandas de Águeda e, por fim, no dia 31, teremos o concerto com Douglas Bostock (estágio internacional de orquestras), promovido pela Banda Castanheirense.
Todos estes espetáculos têm entrada gratuita, à exceção do da Banda Marcial, cujos bilhetes custam 8 euros (plateia) e 5 (balcão e frisas).

(informação na edição da semana – versões e-paper e impressa)
Autores

Notícias Relacionadas

*

Top