Chuva e falta de condições encerram centros de saúde

Centro de saúde de Águeda

O centro de saúde de Águeda esteve encerrado na quarta e quinta-feira por questões de segurança, devido a inundações causadas pela chuva e à falta de condições do edifício. O mesmo aconteceu na unidade de saúde de Alberga-ria-a-Velha

“Ainda bem que a natureza me vem dar razão”, disse o presidente da Câmara de Águeda, Jorge Almeida, quando chegou à reunião do executivo, na quarta-feira, após ter visitado a unidade de saúde de Águeda.
O edil tem defendido que seja feita uma intervenção de fundo no edifício e as grandes opções do plano e orçamento de 2020 contemplam uma verba de cerca de 285 mil euros para a requalificação das instalações.

BE QUESTIONA GOVERNO

Entretanto, o Bloco de Esquerda (BE) questionou o governo, na passada quarta-feira, momentos depois de ser conhecido o encerramento do centro de saúde sobre se vai disponibilizar verbas e autorizar as obras necessárias no centro de saúde de Águeda e que levantamento fez sobre as necessidades de obras e de pequenos investimentos nos centros de saúde do SNS.
Para os bloquistas, a situação resulta do “adiamento e ausência de intervenções” da parte do governo, considerando que quer em Águeda quer em Albergaria-a-Velha (que também encerrou) “a necessidade de obras e de intervenção infraestrutural já está identificada há muito tempo”.

ALBERGARIA SEM CONDIÇÕES

Em setembro passado, o BE visitou o centro de saúde de Albergaria-a-Velha e verificou casos em que “os profissionais têm que levar candeeiros ou outras fontes de iluminação” para os consultórios médicos. “A esta situação grave adicionava-se a avaria da caldeira, fazendo com que o edifício, que acolhe bebés, crianças e idosos, se torne gelado no inverno”, além das infiltrações de água.
A comissão concelhia de Albergaria-a-Velha do PCP veio também manifestar a sua “solidariedade com os utentes e profissionais do centro de saúde” local. Em comunicado, insiste na “urgência da requalificação” do edifício e no “reforço de meios técnicos e de profissionais de saúde”.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top