Ciclismo: Miranda-Mortágua vence em todas as frentes no Memorial Bruno Neves

António Barbio venceu 10.º Memorial Bruno Neves

António Barbio, da equipa Continental UCI Miranda/Mortágua, venceu isolado o 10º Memorial Bruno Neves, a primeira prova pontuável da Taça de Portugal Jogos Santa Casa de elite e sub-23, decorrida em Nogueira do Cravo (Oliveira de Azeméis)

O jovem ciclista do Miranda/Mortágua é assim o atual líder da Taça de Portugal. Mas os triunfos da equipa patrocinada pela equipa aguedense não ficaram por aqui. Hugo Nunes, que fechou o dia na 6.ª posição, além de assumir a Taça de Portugal em sub-23 conquistou a classificação da montanha, metas volantes e juventude. Para rematar, a Miranda-Mortágua foi vencedora por equipas. Um dia memorável para toda a equipa.
“Após um período menos positivo, finalmente chegou a tão desejada vitória. A equipa esteve à altura dos acontecimentos durante toda a corrida. Na entrada para a derradeira volta em ataques e contra-ataques consegui isolar-me e fazer aquilo que sei fazer melhor, andar em solitário”, explicou António Barbio. “Agradeço a todos aqueles que me apoiaram nos momentos mais difíceis e a toda a equipa Miranda/Mortágua. Um abraço especial para o Hugo Nunes que esteve exímio no dia de hoje”, rematou, emocionado.

SEGUNDA PROVA
EM ALBERGARIA
Já Pedro Silva, diretor desportivo da Miranda/Mortágua, referiu que este foi um dia em que tudo correu bem e a prova de que “a união faz a força”. A equipa esteve unida “a 100% e na corrida a 200%, tudo nos sorriu como tínhamos previsto. De há dois meses para cá ainda não falhamos um pódio e isso faz-nos esquecer tudo o que está para trás, desde as quedas, às doenças, lesões, enfim, há que continuar a trabalhar”.
O triunfo de António Barbio começou a mostrar-se quando iniciava a sétima e última volta do circuito que totalizou 146 km, quando faltavam percorrer cerca de 20 km. O ataque do ciclista da Miranda/Mortágua apanhou desprevenidos os rivais com que seguia na fuga, permitindo-lhe ganhar os segundos que trouxeram a vantagem de 1m01s na meta sobre o segundo classificado, o russo Aleksandr Grigoriev (Sporting/Tavira).
A competição prossegue no dia 1 de julho, com a Volta a Albergaria-a-Velha. Já em agosto, dia 18, é a vez do Grande Prémio de Mortágua. Aveiro recebe a quarta prova a 15 de setembro e o encerramento será dia 6 de outubro, em Tavira.

 

Leia mais na ediçaõ e-paper e impressa.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top