Ciclismo: Vitórias espanholas no Abimota

David de La Fuente

David de La Fuente (Efapel) venceu a 36ª edição do grande prémio Abimota, em ciclismo, superando por quatro segundos o português Amaro Antunes (LA Alumínios Antarte). O espanhol triunfou na primeira etapa, entre Proença-a-Nova e Figueira da Foz, controlando com a sua equipa a segunda etapa, que terminou domingo em Águeda

Na meta final, instalada na avenida 25 de Abril, foi outro espanhol a vencer a segunda e última etapa: Vicente de Mateus (Louletano/Ray Just Energy). Em Águeda a chegada foi ao sprinte, como se perspetivava, com alguns pequenos cortes. David de La Fuente e Amaro Antunes chegaram bem colocados no pelotão, em 5º e 12º lugares, pelo que conservaram as posições que a difícil etapa da véspera lhes tinha reservado.

ANICOLOR EM DESTAQUE

Destaque ainda para Daniel Freitas (Anicolor), o melhor ciclista das equipas de clube, que cortou a meta em 3º lugar, atrás ainda do sprinter Samuel Caldeira (W52/Quinta da Lixa), confirmando a boa prova feita na véspera e classificando-se em 5º lugar na geral. Foi o vencedor da camisola encarnada (SRAM), reservada ao melhor corredor de equipa de clube. Na geral ficou a 13 segundos de La Fuente.
Daniel Freitas foi ainda segundo classificado na classificação por pontos, atrás de La Fuente e à frente do vencedor da etapa de Águeda.
Coletivamente, a Anicolor foi a segunda melhor equipa de clube, classificando-se em 5º lugar, a 17 segundos da Efapel e da LA Alumínios Antarte. A Liberty Seguros/Carglass foi 4ª. Anicolor e Liberty Seguros superaram mesmo três equipas de elite: Team Tavira, Rádio Popular/Boavista e W52/Quinta da Lixa.
Refira-se a boa prestação da Efapel, que venceu individual e coletivamente, controlando ainda a corrida no percurso para Águeda, não permitindo veleidades aos principais adversários.
(mais informação nas edições e-paper e impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top