Conservatório de Música de Águeda penalizado pelo Estado

Conservatório de Música de Águeda - concerto do 20.º aniversário

O Conservatório de Música de Águeda assume estar a enfrentar a pior crise de sempre ao longo dos seus 20 anos de existência com o corte previsto no financiamento da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares. A instituição fala mesmo em despedimentos se não for feita uma reanálise do processo

A diferença entre o financiamento do ano transato e o proposto para este ano letivo é de menos 167.250,44 euros. Com esta redução, o Conservatório de Música de Águeda “não terá como continuar, pois terá menos alunos, irá obrigatoriamente originar o despedimento de parte do seu corpo docente”, referiu o Comendador Augusto Gonçalves, presidente da instituição, em carta dirigida à Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, solicitando a reanálise do processo.
Na carta, Augusto Gonçalves contesta o montante de financiamento previsto e sublinha a importância estratégica do Conservatório de Música de Águeda. “A nossa escola absorve muitos alunos que não têm oportunidade de frequentar o ensino público, nomeadamente o Conservatório de Música de Aveiro, pelo número limitado de vagas disponibilizadas, e que aqui encontram uma alternativa para ter acesso ao ensino artístico”.
O comendador lembra que os efeitos destas medidas alastrar-se-ão direta e indiretamente às instituições, “condicionando a formação e aperfeiçoamento dos alunos que fazem parte dos agrupamentos e instituições no contexto local, mas também regional”. Considera ainda que será “uma perda para as populações, fragilizando o desenvolvimento cultural, intelectual e social das mesmas”.
Na carta dirigida à Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, Augusto Gonçalves analisa detalhadamente as consequências da decisão governamental no âmbito da atividade que o Conservatório de Música de Águeda promove: ensino especializado de música nos cursos de iniciação, básico (regime articulado e supletivo) e secundário (regime articulado e supletivo).
No ano letivo 2014/2015 frequentaram o Conservatório de Música de Águeda 249 alunos, todos abrangidos pelo financiamento, através do POPH e da DGEstE.
(informação completa nas edições e-paper e impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top