Crianças mais obesas e mais baixas

Pirâmide alimentar sueca

As crianças do pré-escolar do concelho de Albergaria-a-Velha estão mais pesadas e mais baixas, de acordo com os últimos dados recolhidos no âmbito do programa municipal +Exercício/-Obesidade.

No ano letivo 2015/2016, 31 por cento registava excesso de peso, enquanto no ano anterior, a percentagem era de 22 por cento. Em relação às crianças obesas, houve também um aumento de nove para 12 por cento.
No estudo promovido pela Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha foram analisadas 521 crianças dos jardins de infância da rede pública e das IPSS do Concelho, o que corresponde a 82 por cento das crianças inscritas. No ano passado foram analisadas 439 crianças, 73 por cento das crianças inscritas.
Durante as aulas de atividade física, professores de desporto registaram a altura, o peso e o perímetro abdominal dos mais novos. “Após a análise dos dados recolhidos, é possível constatar que os participantes no estudo estão mais pesados, mas também mais baixos”, refere o município. As meninas medem, em média, 105 centímetros, menos três do que no ano letivo passado, e os meninos 107 centímetros, menos um do que no ano anterior.

(leia mais na edição da semana – versões e-paper e impressa)
Autores

Notícias Relacionadas

*

Top