Danças Ocultas em digressão pelo Canadá

Danças Ocultas - de Águeda para o mundo

O Danças Ocultas vai fazer uma digressão no Canadá, apresentando-se em oito concertos de 10 a 21 de abril

O primeiro concerto está marcado para Montreal, no teatro Outremont, no dia 10 de abril. Sucedem-se mais sete concertos: dia 12 em Carleton-sur-Mer (estúdio Hydro Québec), dia 13 em Gaspé (CD Spectacles), dia 14 em Matane (Cégep de Matane), dia 15 em Sept-Iles (sala Jean Marc Dion), dia 17 em Baia-Comeau (centro de artes local), dia 19 em Shawinigan (casa da cultura Francis-Brisson) e dia 21 de abril em Lévis (em L’Anglicane).
O quarteto tem estado a fazer a pré-produção do seu novo disco de originais que conta com a produção de Jaques Morelenbaum, reputadíssimo maestro, compositor e violoncelista brasileiro com um notável curriculum de colaborações com Caetano Veloso, Marisa Monte, António Carlos Jobim, Ryuichi Sakamoto, David Byrne e Cesária Évora, entre outros.
As gravações do disco aconteceram em dezembro no Rio de Janeiro, como o Região de Águeda noticiou. Este novo trabalho, aguardado com enorme expectativa, será o nono registo discográfico do quarteto e terá edição nacional e internacional durante este ano de 2018.
Recentemente, o Danças Ocultas esteve no Luxemburgo, participando no Atlântico Festival, a convite da Philharmonie Luxembourg, para integrarem um novo espetáculo didático intitulado “Les Neiges de L’Algarve”.
Foi um espetáculo visual sobre a lenda popular das Amendoeiras em Flôr no Algarve que inclui dança, malabarismo e música ao vivo. Foram 17 apresentações, todas esgotadas, que decorreram entre outubro e novembro, na Philharmonie Luxembourg e em escolas luxemburguesas. Os ensaios decorreram no mês de agosto no Centro de Artes de Águeda.
Em 2018 o grupo realizará uma das suas mais extensas tournées da sua longa história, que além de Portugal e Canadá se estenderá a países como Alemanha, Áustria e China (países onde já atuou), entre outros.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top