Dupla jornada de enduro em Águeda

Aguedense André Martins pontifica no enduro nacional

A sétima e última prova do campeonato nacional de enduro está marcada para Águeda, no sábado e domingo, organizada pela ACTIB – Águeda Action Club. A competição terá o seu início na baixa da cidade, onde haverá duas das três especiais. A terceira especial decorrerá no crossódromo. O percurso de 50km terá pontos de espetáculo em algumas freguesias do concelho de Águeda

No sábado, dia 7 de outubro, o programa começa às 7 horas, com verificações e publicação da lista de participantes no quadro oficial (11h30). A partida do primeiro concorrente está prevista para as 12 horas, sendo que a ordem de partida por classes está assim ordenada: elites, open, verdes III, veteranos, verdes I, verdes II, super veteranos, senhoras e enduro cup.

No domingo, os participantes na classe hobby farão as respetivas verificações, entre as 8 e as 9 horas. A partida do primeiro concorrente está prevista para as 10 horas, por esta ordem de classes: elite, open, verdes III, veteranos, verdes I, verdes II, super veteranos, senhoras, enduro cup, vintage e hobby. A entrega de prémios está prevista para as 18 horas de domingo, junto ao parque fechado, na praça 1º de Maio. O paddock funcionará junto ao mercado municipal.
São oficiais de prova Davide Gouveia (diretor de prova), Jorge Silva (diretor adjunto), Rui Rachinhas (comissário técnico), Rui Almeida (percurso), Ricardo Lopes, Francisco Soares e Artur (responsáveis especiais), José Brenha (médico de prova), Américo Tomás (secretariado), Jorge Silva (coordenador da segurança) e Tiago Silva (relações públicas). O júri desportivo é formado pelo presidente Pedro Mariano e pelos comissários Daniel Jordão e Davide Sucena.

PERCURSO

O percurso terá cerca de 50 quilómetros por volta, especiais incluídas. Haverá três provas especiais cronometradas: exteme test, cross test e enduro teste. Os pilotos percorrerão várias vezes o percurso.
Assim, no sábado, os pilotos de elite e open 2 farão três voltas ao percurso de 50 quilómetros, enquanto os pilotos das restantes classes fá-lo-ão por duas vezes.
No domingo, os pilotos de elite e open fazem três vezes e meia o percurso, as senhoras, verdes e veteranos três voltas e as restantes classes duas.
As provas especiais cronometradas decorrerão no crossódromo internacional de Águeda (cross test), utilizando o recinto na sua totalidade e a pista parcialmente; no campo junto ao rio e EN1 (enduro test) em tereno maioritariamente plano de terra de cultivo (entre o Sardão e a baixa da cidade); e em Águeda centro, junto ao mercado municipal e ao paddock (extreme test) com combinação de obstáculos naturais e artificiais, sem alternativas obrigatórias.

A prova de cross desenrola-se na pista de motocross

A prova de cross desenrola-se na pista de motocross

A prova especial "enduro test" está marcada para os campos do rio Águeda, junto à cidade

A prova especial “enduro test” está marcada para os campos do rio Águeda, junto à cidade

A prova especial de "enduro extreme" aproveita terrenos junto à praça 1º de Maio, na baixa da cidade

A prova especial de “enduro extreme” aproveita terrenos junto à praça 1º de Maio, na baixa da cidade

 

Zonas espetáculo em longo do percurso

Para além das especiais cronometradas, que indicamos, haverá zonas espetáculo ao longo do percurso de 50kms:

Candam: Trialeira (subida técnica)

40º33’37.15’’N

8º24’22.74’’O

Redonda: Tunel
40ª32’29.04”N
8º22’18.13’’O

Alvarim: Subida
40ª32’29.04.’’N
8º23’00.29’’O

Belazaima do chão:
40°32’40.1″N
8°20’42.4″W

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top