Edifício industrial de Arrancada do Vouga sem interessados

O edifício industrial em Arrancada do Vouga, composto por sete pavilhões, cujo preço mínimo estava fixado em 870 mil euros, não teve comprador.

Este edifício, onde funcionou a António Pereira Vidal, uma das empresas têxtil de referência na freguesia de Valongo do Vouga, fazia parte dos 66 lotes de imóveis disponíveis que o Estado pretendia alienar, no âmbito da mega-operação alienação de imobiliário do Estado através da qual pretendia arrecadar mais de sete milhões de euros, no total.

(INFORMAÇÃO COMPLETA NAS EDIÇÕES IMPRESSA E E-PAPER)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top