Empresários contra “drástico” aumento das tarifas

Ricardo Abrantes, presidente da Associação Empresarial de Águeda (AEA)

A Associação Empresarial de Águeda (AEA) protestou, junto do ministro da Economia, contra o “drástico” aumento das tarifas de acesso à rede elétrica em média tensão (MT). Apelou “para que sejam introduzidas medidas que promovam a baixa imediata do preço, a fim de salvarmos o que resta das exportações nacionais”

Na carta enviada a Manuel Caldeira Cabral, a AEA, “em representação das empresas associadas”, fala em 6,5% de aumento das tarifas no início deste ano. “Lamentavelmente, este aumento junta-se ao do ano de 2015, de 12,58%, e ao aumento de 2014, de 6,64%”, refere a AEA.
“Quer isto dizer que, em média, as tarifas de acesso têm um peso de 48% na fatura de eletricidade de uma PME, ou seja, pesa quase tanto as tarifas como a componente da energia”, anota a AEA, para acrescentar: “Estamos num país em dificuldade, mas o preço Kw em Portugal é dos mais caros do espaço da União Europeia, como é do pleno conhecimento de Vossa Excelência”.
Adianta a AEA, na carta ao ministro da Economia: “Perante isto, é de perguntar: como podem as PME’s portuguesas ser competitivas no mercado internacional quando têm que pagar caríssimo por um fator produtivo estratégico como a eletricidade? Onde está a coerência do discurso político de apoio às empresas, à promoção da internacionalização das nossas PME´s, ao crescimento da economia?”
Para a AEA, “no atual contexto de crise económica e financeira do país a manutenção da elevada fatura da eletricidade constitui um erro crasso que merece a censura de todos nós que aqui vivemos, trabalhamos, produzimos. Os atuais preços das tarifas de acesso às redes, bem como da eletricidade, prejudicam gravemente o interesse nacional, a competitividade e a manutenção dos postos de trabalho”.
E a missiva acaba assim: “Aceite, Senhor Ministro, os votos de protesto da Associação Empresarial de Águeda pelo caminho erróneo que a política energética está a tomar no nosso país”.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top