Empresários de Águeda contra aumento de impostos

A Associação Empresarial de Águeda (AEA), em nota enviada à comunicação social, protesta “pelo aumento de impostos anunciado para 2015, nomeadamente, o aumento da taxa normal do IVA”. 

De acordo com o presidente da associação, Ricardo Abrantes, “o aumento do IVA vai penalizar muito a atividade económica na nossa região e vai ter um efeito negativo nos setores da restauração/cafetaria, da indústria e serviços”.

“A consolidação orçamental em Portugal tem sido e continuará a ser feita à custa do aumento dos impostos e, por esta via, vai continuar a penalizar o crescimento e a criação líquida de postos de trabalho”, acrescenta o dirigente, defendendo que “Portugal necessita rapidamente de uma política assente no crescimento económico e na criação de postos de trabalho”.

“O país precisa de criar riqueza para poder cumprir os seus compromissos internacionais. Lamentamos constatar que a política seguida é contrária e só promove a estagnação económica e o desemprego”, conclui Ricardo Abrantes.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top