Enduro: Do mini enduro à classe elite mais de 200 pilotos competem em Águeda

ricardo wilson com albano melo

A etapa de Águeda do campeonato nacional de enduro disputa-se no próximo fim-de-semana. É a terceira consecutiva organizada pelo ACTIB – Águeda Action Club, este ano com a novidade de se estender a praticantes desde os 4 anos de idade. O grande dia é domingo, entre as 9 e as 16h30.

Mais de duas centenas de pilotos deverão competir sábado e domingo em Águeda, em provas a contar para o campeonato nacional de enduro.

No sábado, pela segunda vez na época (depois da Lousã), vai haver mini enduro em duas classes – dos 4 aos 8 anos e dos 8 aos 16 anos – a contar para o nacional. Consolida a nova aposta de formação da Federação de Motociclismo de Portugal, que pretende dar asas a uma nova geração de pilotos. A competição decorre na pista de motocross do Casarão e nos terrenos em volta, a partir das 14 horas.

No domingo, entre as 9 e as 16h30, realiza-se o campeonato nacional de enduro para todas as classes que o compõem habitualmente. As três especiais localizam-se como há um ano: a de motocross na pista do Casarão, a de enduro nos Abadinhos e a extreme de obstáculos artificiais junto ao mercado municipal.

O percurso de ligação tem uma distância de 40 quilómetros, praticamente todo por terra, passando pelo Souto Rio, Candam, Redonda, Belazaima do Chão, novamente Candam (mas pela pista de motocross, sentido Águeda) e Sardão/Abadinhos. Será percorrido em três voltas e meia pelos pilotos elite, em três voltas pelos pilotos das classes verdes, veteranos e senhoras e em duas voltas para as restantes classes. Cada volta será cumprida em duas horas por cada piloto.

O parque fechado será instalado no cais do Rio Águeda, na Praça 1º de Maio, ao lado do parque de assistência e do secretariado, que funcionam na área central do Agitágueda.

(notícia completa na edição da semana – versões e-paper e impressa)
Autores

Notícias Relacionadas

*

Top