Falar de cancro com amor

p Denis Conceição, Marine Antunes, Alexandra Silva, Susana Neves e Luís Quintino

A ACHAR beneficiou da totalidade da receita angariada na venda de bilhetes no Centro de Artes de Águeda (CAA) e ainda de uma percentagem na venda de exemplares dos livros “ Geometria do Amor”, de Luis Quintino, e “Cancro com Humor”, de Marine Antunes, ambos convidados para darem seu testemunho na sessão de domingo à tarde.

Susana Neves e Alexandra Silva, com a moderação de Denis Conceição, marido da primeira, gravaram no CAA o seu 13.º podcast “por falar em cancro”. “Falar em amor” levou ao CAA uma assistência interessada, mergulhada na conversa, que ainda contou com o testemunho de Luís Quintino, um economista de São João da Madeira que perdeu o filho único na sequência de um tumor no cérebro.

O público foi convidado a definir amor numa única palavra. Escreveu em papéis que foram depois recolhidos. Família, humor, corações, gratidão, esperança, solidariedade, saudade, partilha, vida… Foram variadas as definições. “É a única resposta a tantos porquês”, concluiu Luis Quintino, que afirmou ter-se transformado com a doença do filho. A vida profissional tem menos peso, desdobra-se agora em ações de voluntariado no apoio a doentes com cancro e familiares, numa reflexão permanente sobre a vida, o amor e a morte.
Foram projetadas imagens do filho de Luís Quintino, que estudava Direito em Coimbra e desenvolveu ainda ações de voluntariado antes da sua morte. O pai falou da relação com o filho durante a doença deste e manifestou opinião sobre o espaço que deve ser concedido nessa relação. E também da necessidade de cuidar dos cuidadores.
A ACHAR, em jeito de gratidão, deu uma lembrança a cada pessoa que esteve no CAA na tarde do passado domingo, relevando esta abordagem sobre falar de cancro com serenidade e humor. Luis Quintino e Marine Antunes fizeram uma sessão de autógrafos a quantos adquiriram os livros, que não chegaram para todos.

HELENA NOGUEIRA
Autores

Notícias Relacionadas

*

Top