Farmácia Janeiro abre em Águeda

Equipa da Farmácia Janeiro

A Sociedade Joaquim António Janeiro Unipessoal Lda., proprietária da Farmácia Janeiro, na Mourisca do Vouga, adquiriu a Farmácia Vidal, cumprindo um sonho com décadas da família Janeiro, que era abrir uma farmácia na cidade de Águeda

A nova farmácia, com o nome Nogueira Janeiro, abriu portas esta segunda-feira, dia 22, na Avenida Dr. Eugénio Ribeiro, em novas instalações, a poucos metros da antiga Farmácia Vidal, e terá como diretor técnico o Dr. José António Nogueira Janeiro, neto do fundador da Sociedade, José Maria Janeiro, que adquiriu a farmácia da Mourisca do Vouga em 1920.

Melhores acessibilidades

“A nova farmácia mantém-se na Avenida Dr. Eugénio Ribeiro, mas noutro edifício, no número 24, que apresenta melhores condições de acessibilidade”, explica Margarida Brenha, diretora técnica e proprietária da Farmácia Janeiro.
Com a aquisição de uma farmácia na cidade, Margarida Brenha – que completa 50 anos de carreira como farmacêutica – cumpre um sonho antigo da família.
“ O meu sogro, José Maria Janeiro, quando veio para a Mourisca tinha o sonho que não conseguiu concretizar de ter uma farmácia em Águeda, já o meu marido, Joaquim António Janeiro, acalentou esse sonho, chegou a ter um terreno comprado para o efeito, mas só agora, à terceira geração, é possível concretizá-lo, sendo esta também uma homenagem que presto à família”, refere Margarida Brenha, em declarações ao RA.

50 anos de carreira como farmacêutica

Atualmente com 66 anos de idade, Margarida Brenha começou a trabalhar na Farmácia Janeiro, da qual é proprietária, em 1967, tinha 16 anos, com a particularidade de ter ido para a faculdade com 26 anos, já o seu filho, atual diretor da nova farmácia, tinha 6 anos.
Margarida Brenha recorda que, apesar da Farmácia Janeiro estar na família desde 1920, ela já existia há pelo menos 40 anos, sendo uma das mais antigas do concelho.

Farmácia comprada por 2 contos

“A Farmácia Janeiro foi comprada por 2 contos pelo meu sogro, que deu 500 escudos a pronto e mais 30 prestações mensais de 50 escudos”, conta Margarida Brenha.
A farmácia era famosa pela fórmula do sogro do remédio para as bichas. “Vinham pessoas de todo o lado para o comprar e muitas vezes era tomado na própria farmácia”, recorda, acrescendo que o seu sogro desenvolveu ainda a fórmula de um remédio para o paludismo. “Muito do prestígio de que goza hoje a farmácia advém dessa altura, porque o que distinguia uma farmácia eram as suas fórmulas, que eram secretas, mas passadas para o novo proprietário quando eram vendidas”, relata Margarida Brenha.
Hoje, a Farmácia Janeiro, na Mourisca, é PME Excelência desde 2016 e uma das mais concorridas do concelho. É, segundo a farmacêutica, “a que tem um maior número de vendas no concelho”. “A ideia é replicar esse bom trabalho que fazemos na Mourisca na farmácia de Águeda”, revela. “As farmácias já tiveram melhores dias, mas acreditamos que, com economia de escala conseguimos comprar melhor e ter igualmente bons resultados na Farmácia Nogueira Janeiro”.

Dificuldades de estacionamento

Mas Margarida Brenha também antevê algumas dificuldades para a nova farmácia que se prendem mais com as dificuldades de estacionamento na Avenida Dr. Eugénio Ribeiro, defendendo que, prestando as farmácias um serviço de utilidade pública, deveriam ter um lugar de estacionamento para os utentes, lembrando que “alguns estão debilitados”. Outra dificuldade é encontrar profissionais de farmácia na região. “Não é fácil conseguir ter uma aquilo estável para trabalhar”, conclui.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top