Friendship Tour internacionaliza-se

Friendship Tour

Considerado pela Câmara Municipal de Águeda como um dos eventos anuais do concelho, o Friendship Tour pretendem em 2019 igualar os números do ano passado, apostando todavia no aumento de qualidade. A terceira edição está marcada para 13 de julho, inserida no AgitÁgueda, e tem inscrições abertas

O Friendship Tour é uma maratona de cycling, que promete trazer gente de todo o país à cidade e à margem do Rio Águeda. O ano passado, a segunda edição teve 323 bicicletas em simultâneo e 450 participantes.
Este ano, a 13 de julho, a maratona decorrerá entre as 18 e as 22 horas. Sempre com o cenário do Rio Águeda para quem participa. Vai ter 16 instrutores, quatro em cada aula, e tem também um padrinho: Luís Mendonça, ciclista profissional da Rádio Popular/Boavista.
A internacionalização do evento, prometida há um ano, vai acontecer com a participação de um instrutor proveniente da Alemanha. Na verdade, é um português radicado naquele país há mais de 30 anos, Carlos Soares Figueiredo, que se juntará a instrutores de todo o país, ilhas incluídas.
O Friendship Tour  pretende valorizar-se sobretudo pela qualidade. Vai ser criado um anfiteatro para que todos os participantes no cycling tenham melhor visibilidade. A disposição das bicicletas será assim diferente, mantendo-se uma plataforma no rio para instrutores.
Os banhos serão nas piscinas municipais, sendo outra das melhorias introduzidas. Este facto proporcionará “uma maior ligação dos participantes no Friendship Tour  com a cidade”, como pretendem os organizadores Ricardo Dinis e Humberto Silva. “Os participantes vão fazer a circulação pedonal pela cidade, entre a piscina e a praça 1º de Maio, antes e depois da maratona, e entre a piscina e a Alta Vila, onde será servido o jantar”.
A organização do Friendship Tour  mantém todos os serviços de apoio anteriores, como zonas de lazer, secretariado e massagens.
As inscrições para a terceira edição do Friendship Tour  estão abertas até 30 de junho, sendo limitadas. “Estimamos que nos primeiros dias tenhamos metade das vagas preenchidas”, referem os organizadores. “A plataforma de inscrição é profissional, utilizada em provas desportivas de competição”, podendo ser efetuadas no sítio www.friendshiptour.pt, onde podem ser consultados o regulamento do evento e outras informações e programa.
“Valorizamos a cooperação e a partilha entre todos”, sublinham aqueles elementos da organização do Friendship Tour . O espetáculo, o convívio e a partilha são léxicos no vocabulário do Friendship Tour. “Queremos trazer para o evento valores da essência humana e daí que o nome não seja um acaso”, fizeram notar.
Os instrutores presentes no Friendship Tour  “são excelentes profissionais”, certificados pela Schwinn Cycling, marca de bicicletas estáticas e de formação, cujo método se baseia no ciclismo de estrada e treino desportivo.

Humberto Silva e Ricardo Dinis, organizadores do Friendship Tour

Humberto Silva e Ricardo Dinis, organizadores do Friendship Tour

RICARDO DINIS
É de Águeda e tem 37 anos; é instrutor de cycling desde 2012, dividindo a sua atividade por Águeda, Oliveira do Bairro e Aveiro. Dedica-se 12 a 20 horas por semana. “A preparação de uma aula demora hora e meia, às vezes mais. A planificação de uma aula envolve a periodização do treino e a edição musical, que dá o ritmo e as sensações do esforço. Cumprir requer tempo”.
HUMBERTO SILVA
É de Oliveira de Azeméis e tem 39 anos; é instrutor desde 2008, começando em Oliveira de Azeméis e dividindo hoje entre esta cidade e Águeda. A atividade regista “um boom nos últimos anos” porque “há mais oferta e as pessoas preocupam-se mais com a sua saúde. Há uma maior consciencialização das pessoas para a atividade física sob tutela de pessoas certificadas. No cycling trabalha-se com as sensações e as emoções das pessoas”.
Autores

Notícias Relacionadas

*

Top