Hospital de Águeda: PCP denuncia que médicos subcontratados não recebem

O PCP denunciou, em comunicado que “os médicos que asseguram o serviço de urgência do Hospital de Águeda, subcontratados por uma empresa de trabalho temporário, estão sem receber há 5 meses, recusando-se a trabalhar por mais tempo sem receber o que lhes é devido”. Refere ainda que “a resposta da administração do CHBV foi impor a deslocação de médicos da urgência do Hospital de Aveiro para o Hospital de Águeda, agravando, ainda mais, a situação daquele serviço hospitalar”.

A administração do CHBV considera “falsas” as informações do PCP, assegurando que tem pago “mensalmente, a tempo e horas, às empresas de prestação de serviços médicos” e que “a haver incumprimentos, estes não podem ser imputados ao Centro Hospitalar que tem cumprido, integralmente e com pontualidade, as suas obrigações”.

(MAIS INFORMAÇÃO NAS VERSÕES E-PAPER E IMPRESSA)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top