LAAC: A organização e os números de uma grande instituição

Os novos órgãos sociais da LAAC

A LAAC é uma das maiores empregadoras numa freguesia empregadora. Tem orçamento de milhão e meio de euros. Faz trabalho na assistência social – a sua principal função -, mas também nas áreas cultural e desportiva. Tem património físico mas também humano – é, no fundo, o pilar social de Aguada de Cima.

Mário Ribeiro, presidente da LAAC

Mário Ribeiro, presidente da LAAC

A direção da LAAC, liderada por Mário Ribeiro, tomou posse em janeiro de 2015 para um mandato de quatro anos. É composta por seis vice-presidentes, três dos quais acumulam funções com a gestão das secções cultural, do pavilhão e futebol. “Pelos novos estatutos, a atividade principal da LAAC é a assistência social, as outras são consideradas complementares”, pormenoriza o presidente da direção, em entrevista ao Região de Águeda (edição de 9 de agosto), que com a alteração estatutária passou a superintender as atividades de todas as vertentes desta instituição de Aguada de Cima. A direção tem ainda um tesoureiro e um secretário. O orçamento anual da LAAC, em 2017, ultrapassa o milhão e meio de euros.
A LAAC tem 180 crianças a beneficiar dos seus serviços: berçário, creche, pré-escola e ATL. Para a terceira idade, são 120 idosos os utentes desta IPSS em centro de dia, apoio domiciliário e lar. Esta última valência apresenta as 51 camas lotadas. A instituição tem ainda uma loja social aberta à comunidade. “Disponibilizamos bens ligados ao vestuário a custos simbólicos”. Está localizada no centro da freguesia, próximo da residência paroquial.
São 63 os colaboradores da LAAC, que ainda tem uma parceria com a Câmara Municipal de Águeda para fornecer 480 refeições diárias para o polo escolar, situado ali ao lado.
A LAAC tem um vasto património, que começa nas instalações sociais. Em espaços contíguos, tem um pavilhão gimnodesportivo e um campo de futebol. Há atividade regular no andebol feminino e em vários escalões de futebol. A instituição tem uma parceria com a escola para que esta possa desenvolver atividade desportiva nos equipamentos existentes, nomeadamente no pavilhão.
As instalações culturais estão localizadas no largo das Almas Santas da Areosa, no antigo restaurante O Galo. A secção cultural tem atividade permanente, com formação musical para jovens e adultos para além realização eventos, como escarpelada típica, a manta de retalhos e peças de teatro.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top