Levi Guerra fala aos alunos na importância de investir no conhecimento

Levi Guerra

Um dia depois de ter dado a sua última consulta, Levi Guerra falou aos alunos da Marques de Castilho, deixando alguns conselhos aos jovens estudantes

O encontro com os alunos de artes visuais e desenho gráfico da Marques de Castilho aconteceu, na quinta-feira passada, aquando da assinatura protocolo de doação de quadros à escola por parte de Levi Guerra.
Na sessão, que integrou o programa de comemorações do 93º aniversário da escola, estiveram ainda presentes elementos do Orfeão e do Cancioneiro de Águeda, que também assinaram o protocolo, uma vez que também estas instituições foram contempladas com obras do médico e pintor natural de Águeda.
Prestes a completar 90 anos, com 65 anos de vida clinica e 40 exposições individuais realizadas, Levi Guerra explicou como a sua pintura tem ligação à sua atividade científica.
Exortando os alunos a aprenderem, o médico e pintor, Professor Jubilado da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, considerou que o maior investimento que se pode fazer é no conhecimento.
Levi Guerra recordou ainda a escola de médicos que António Breda formou em Águeda e que ficou conhecida por “Faculdade de Medicina de Águeda”.
Levy Guerra lamentou ainda que os 10 minutos que ocupa uma consulta atualmente tenha acabado com o espirito do médico “João Semana”.
Disse ainda aos estudantes que se quiserem vencer na vida só o conseguirão através do esforço continuo e considerou que “hoje há um grande desrespeito pela vida humana”.
Francisco Vitorino (diretor da Marques de Castilho), Sílvia Laranjeira (presidente do Orfeão) e Rosa Noronha (presidente do Cancioneiro) agradeceram a Levi Guerra a oferta dos quadros.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top