Linha do Vouga deveria promover integração regional – afirma especialista

O investigador da Universidade do Algarve Manuel Margarido Tão considerou, na última semana, que a redução de passageiros no transporte ferroviário em Portugal “não tem paralelo na Europa”, lembrando que “até redes como a da Grécia apresentam aumento de passageiros”.

Sobre a Linha do Vouga (eixo Aveiro/Águeda, Albergaria/Espinho), referiu que a mesma, desde que rentabilizada, deveria estar vocacionada para promover a integração regional. Tudo de acordo com um plano ferroviário que defende ser “urgente para Portugal”.

O especialista critica o desinvestimento na ferrovia, comparando com o que se tem passado com as auto-estradas, antecipando um agravamento de custos para o país, designadamente com o aumento da dependência energética.

“Vamos fazer uma inversão apenas numa situação de rotura”, estimou.

(informação completa na edição impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top