Macinhata: AMAR reafirma necessidade de aumentar capacidade do lar

Aniversário da AMAR, com o presidente da direção, Filipe Silva, à direita na foto

Mais do que um desejo, o aumento a capacidade do lar “é uma extrema necessidade”, foi essa a ideia defendida não só pelo presidente da direcção da AMAR – Associação Macinhatense Assistência Recreio e Cultura, mas também por grande parte dos intervenientes no almoço comemorativo do 22º aniversário da instituição, no domingo

Com as valências de centro de convívio, centro de dia e apoio domiciliário bem definidas, é no lar que reside, neste momento, maior preocupação, uma vez que este é “extremamente pequeno para a comunidade de Macinhata do Vouga”, sublinhou Filipe Silva, presidente da direcção, lembrando a capacidade de apenas 18 camas, para uma freguesia tão grande e envelhecida como é Macinhata.
“A AMAR é uma obra de Macinhata e os macinhatenses deveriam estar mais com a AMAR, só assim conseguiremos alcançar os objectivos desta instituição”, salientou Filipe Silva.
(leia mais nas edições e-paper e impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top