Manifestação pelo Hospital de Águeda criticada na Assembleia Municipal

Vários deputados não perderam a oportunidade, na última sessão da Assembleia Municipal, para publicamente se queixarem do facto de não terem tido a possibilidade de intervir na manifestação promovida pela Câmara Municipal em defesa do Hospital de Águeda.

Foi o caso de Paulo Pereira (CDS-PP) que acusou a autarquia de “não ter tido vontade de preparar uma contestação séria”. Também Abrunhosa Simões (CDU) se queixou do mesmo, considerando que “deveria ter havido uma maior mobilização”, não deixando de considerar a manifestação uma iniciativa “político partidária”, criticando, assim, a forma como foi organizada.

Já Hilário Santos (PSD) disse não ver com bons olhos o facto de ser a câmara municipal a organizar a manifestação.

O presidente da câmara, Gil Nadais desafiou os deputados dos PSD e CDS-PP a conseguirem uma reunião com o Ministro da Saúde por causa do Hospital de Águeda, na sequência das críticas dos deputados. “O conselho de administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga faz o que quer e ainda lhe sobra tempo…”, exclamou Nadais. 

 (MAIS INFORMAÇAO NAS EDIÇÕES E-PAPER E IMPRESSA)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top