Marques de Castilho: a arte de iludir as obras

Apesar de uma parte significativa do recinto escolar estar transformada numa espécie de estaleiro, o director da escola Secundária Marques de Castilho, Francisco Vitorino, garante que tudo está a funcionar dentro da normalidade e que “foram devidamente acauteladas as condições e a segurança dos alunos”.

O RA visitou a Marques de Castilho na passada sexta-feira, no dia em que a escola estava a comemorar os seus 83 anos, e falou com Francisco Vitorino sobre o impacto que estão a ter as obras na actividade lectiva.

(reportagem na edição impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top