Menos obras e mais dívida nas contas aprovadas da câmara de Águeda

Câmara Municipal de Águeda

A maioria socialista do executivo municipal aprovou o exercício orçamental da Câmara Municipal de Águeda do ano de 2016, na reunião desta terça-feira. Os dois vereadores do PSD e CDS/PP abstiveram-se. Baixou a percentagem de execução face ao ano anterior e a dívida de curto prazo fez aumentar o valor total da dívida

A execução orçamental do município de Águeda em 2016 situou-se nos 62,36% na receita (33,5 milhões de euros) e nos 59,61% na despesa (32 milhões de euros) perante o valor inicial previsto no plano e orçamento de 53,8 milhões de euros. A autarquia não executou 20,2 milhões da receita prevista e 21,7 milhões da despesa prevista. O total da dívida do município de Águeda, em 31 de dezembro de 2016, cifrava-se nos 8,2 milhões de euros. Esse valor, no final dos dois anos anteriores, era de 8,7 milhões em 2014 e de quase 8 milhões (7.994.961 euros) no final de 2015. (Leia mais na edição da semana)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top