Ministério da Saúde nega intenção de encerrar Hospital de Águeda e de o devolver à Santa Casa da Misericórdia

 “Face a recentes notícias que remetem para o encerramento do Hospital de Águeda, a Administração Regional de Saúde do Centro, I.P., como entidade à qual compete orientar a organização e funcionamento das instituições e serviços prestadores de cuidados de Saúde na região, reafirma, perentoriamente, que não existe qualquer intenção de encerrar a unidade hospitalar”, refere a ARS do Centro, em comunicado emitido esta quarta-feira. “Mais se informa que o seu encerramento, bem como a possibilidade de devolução à Santa Casa da Misericórdia de Águeda, nunca foram sequer objeto de ponderação”, assegura aquela entidade do Ministério da Saúde.

De acordo com o mesmo comunicado, a ARS (Administração Regional de Saúde) do Centro refere que “a recente obra efetuada na requalificação do bloco operatório e enfermarias, a implementação, este ano, das consultas de oftalmologia e de pediatria e a prevista beneficiação do Serviço de Urgência Básica (SUB) deixam claro o investimento da tutela no sentido de melhorar as condições físicas e assistenciais do Hospital de Águeda e não o seu esvaziamento”.

Segundo a ARS do Centro “os investimentos aí concretizados, bem como iniciativas futuras, assentam num projeto delineado no âmbito do Plano Estratégico do CHBV que, em suma, visa garantir o acesso das populações do Baixo Vouga a cuidados de saúde de qualidade”.

 

REMODELAÇÃO DAS URGÊNCIAS

 

O comunicado assegura ainda que a administração do CHBV (Centro Hospitalar do Baixo Vouga) vai prosseguir “o investimento” no Hospital de Águeda, procedendo “oportunamente à remodelação e beneficiação do SUB – Serviço de Urgência Básica – do hospital, de forma a garantir a criação de áreas reservadas a crianças e acompanhantes e melhor conforto e segurança para doentes e profissionais”.

A ARS do Centro justifica que “é necessário, nesta altura, tranquilizar as populações servidas pelo Hospital de Águeda”. Sublinha que “garante o seu funcionamento e reitera o seu empenho para, em conjunto com Conselho de Administração do CHBV, promover a desejável articulação com os parceiros comunitários, designadamente Câmara Municipal de Águeda e Santa Casa da Misericórdia de Águeda, em prole de um hospital vocacionado para a prestação de cuidados de proximidade de qualidade aos seus utentes”.

 

PÓLO DO CHBV

 

Conjuntamente com os hospitais Infante D. Pedro (Aveiro) e Visconde de Salreu (Estarreja), o Hospital de Águeda é um polo do CHBV. Disponibiliza aos seus utentes as especialidades de medicina interna, pneumologia, imuno-alergologia, fisiatria, cardiologia, pediatria, psiquiatria, diabetologia, medicina no trabalho, nefrologia, ortopedia, oftalmologia e urologia. A ARS do Centro destaca ainda “a cirurgia do ambulatório, o serviço de urgência básica (SUB) com ambulância SIV (suporte imediato de vida) e os meios complementares de diagnóstico na área da radiologia, patologia clínica e cardiologia, para além de um investimento considerável na atualização dos sistemas de informação clínicos”.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top