Multidão assistiu ao nacional de enduro em Águeda

O aguedense André Martins foi 3º classificado na sua classe em elites (foto: OneShotFoto)

O motorismo continua na vida de Águeda. Se dúvidas houvesse, a sexta prova do campeonato nacional de enduro encarregou-se de confirmar que os aficionados continuam em grande número. A prova, realizada num percurso que contemplou a cidade, o crossódromo e Belazaima do Chão, foi participada por 150 pilotos e por uma enorme multidão a assistir

Joaquim Rodrigues Jr. (foto: Evo-press)

Joaquim Rodrigues Jr. (foto: Evo-press)

Após um ano de interregno, a caravana do enduro regressou a Águeda para mais uma jornada do nacional. A integração da prova, organizada pelo ACTIB (Águeda Action Club), no AgitÁgueda e a localização das especiais foram fatores importantes para o sucesso da competição, que veio confirmar que a tradição ainda vale. Águeda continua a ser uma referência para o motorismo e a multidão presente foi o carimbo que faltava para o confirmar.
A “jogar em casa”, a formação RACESPEC| JROD| CFL| KTM alinhou com os habituais Joaquim Rodrigues Jr. (2º em elite2), Tomás Clemente (2º em Verdes1|1º em YouthCup) e a jovem Bruna Antunes (4ª em senhoras).
Além dos resultados, a formação aguedense aproveitou a localização da prova e brindou os seus patrocinadores e amigos com uma festa no festival Agitágueda em parceria com o bar Jonny´s & Friends.

ANDRÉ MARTINS EM TERCEIRO

O aguedense André Martins foi 3º classificado na sua classe em elites (foto: OneShotFoto)

O aguedense André Martins foi 3º classificado na sua classe em elites (foto: OneShotFoto)

Ao contrário das últimas provas, diante do seu público André Martins (MotoExtreme/Crosspro) demonstrou enorme rapidez. Com nostalgia da “escola” que o viu crescer, foi na especial de motocross situada no crossódromo do Casarão, que André Martins conseguiu melhores prestações. Foi 3º na sua classe e 7º elite geral. O jovem piloto, em termos de campeonato, mantém a quarta posição, no entanto cada vez mais próximo do seu mais direto adversário.
A equipa MotoExtreme/Crosspro esteve no seu melhor, representada por vários pilotos, que após um elevado mas reconhecido esforço, demonstraram a sua motivação e dedicação, tendo três deles subido ao pódio: além de André Martins, Filipe Conceição “Bocas” foi 2º e Rui Almeida “Nina” 3º em verdes 3. Buno Neves “Praga” foi 7º e Nuno Tavares em 6.º na categoria verdes 3, enquanto Jorge Sousa foi 8º na categoria verdes 2.
Outros aguedenses presentes: na classe verdes 1, André Marques (Tradumeio) foi 7º (3º em youth cup) e Ricardo Wilson (Atz – Mototatas) foi 11º classificado com penalização de 9 minutos devido a queda; em hobby, Luís Saraiva (ACTIB) foi 24º.
(leia mais na edição da semana)

Foto do topo: André Martins  e o imenso público presente (foto: OneShotFoto)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top