Mundial de motocross: Paddock ampliado para receber 250 pilotos

Motocross

O paddock da pista internacional de motocross de Águeda teve que ser ampliado para poder receber 250 pilotos para o próximo fim-de-semana. Em competição irão estar as duas classes do mundial, MXGP e MX2, de regresso após três anos de ausência, e três do europeu (EMX), 125, 150 e 250 cc.

“Uma coisa única até hoje”, disse Albano melo, presidente do Águeda Action Club (ACTIB) em entrevista ao Região de Águeda (leia na edição da semana, versões e-paper e impressa). “O paddock foi totalmente transformado”, revelou o dirigente (em audio). Apesar das dificuldades, porque a área teve que ser aterrada, as obras culminaram no sábado passado.

Na edição da semana, o Região de Águeda publica o CADERNO MXGP, de 16 páginas, com toda a informação sobre o Grande Prémio de Portugal. As classificações do mundial, o programa do fim-de-semana, os pilotos do mundial (um a um), a carreira de Rui Gonçalves e a história do mundial em Águeda. Inclui uma entrevista com Albano Melo.

O regresso do mundial de motocross a Águeda está a ser encarado com paixão e emoção. “O interregno destes anos provocou um problema gigante e obrigou a trabalho acrescido”, reconheceu Albano Melo ao Região de Águeda. É um regresso em força, com o programa do fim-de-semana a ser preenchido desde as 7h30 de sábado e domingo até ao final da tarde, entre treinos, qualificações e corridas para os respetivos campeonatos. Cinco provas, duas mangas por provas, 10 corridas. É muito motocross!

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top