MXGP no fim-de-semana

Jeffrey Herlings, líder do MXGP, na prova do ano passado em Águeda

Águeda recebe o mundial de motocross  MXGP no sábado e no domingo: quatro classes e oito mangas, mais treinos livres e de qualificação, vão preencher o fim-de-semana de 14 e 15 de abril no Crossódromo Internacional

À quinta ronda, o MXGP/MX1 e de MX2 vai juntar-se com o mundial feminino (WMX) e o europeu de 250cc (EMX250). Muito motocross em Águeda com oportunidade para o público assistir confortavelmente instalado em bancadas se for essa a sua opção. Esta é uma das novidades do circuito aguedense, que vai dar assim continuidade à história.
A apresentação em Lisboa contou com a presença de Manuel Marinheiro, presidente da FMP, Albano Melo, presidente do Águeda Action Club (ACTIB) e Rui Gonçalves, vice-campeão do mundo em 2009 que vai alinhar na prova como +wild-card›, pois está retirado esta época.

EMOÇÃO E ORGULHO EM ÁGUEDA

Manuel Marinheiro referiu que a FPM tem vindo a trabalhar para “proporcionar que os amantes da modalidade possam assistir a grandes eventos mundiais” como o mundial de motocross em Águeda. Sublinhou o “grande sucesso” verificado com o regresso da prova em julho de 2017 e que a capacidade organizativa do ACTIB é uma alavanca para “permitir negociações com o promotor e com os patrocinadores”, já que “países não faltam para organizar esta prova”.
O líder federativo referiu “a emoção e o orgulho” em poder ter “novamente” o MXGP em Águeda, referindo-se à “tradição” e ao bem receber do concelho. “Os elogios que foram feitos à federação pela capacidade que a organização revelou ter na prova do ano passado encheram-nos de satisfação. Em Águeda, a pista é fabulosa e as corridas são muito competitivas”, admitindo que este ano a festa seja “ainda maior” que em 2017.

600 MIL EUROS  DE ORÇAMENTO

O orçamento do grande prémio de Portugal de MXGP ascende aos 600 mil euros. O valor foi confirmado por Albano Melo, durante a apresentação à imprensa. “Temos que fazer com que o orçamento seja superado, a nossa equipa de trabalho continua a arregaçar as mangas para fazer o trabalho de campo necessário desde que terminou o grande prémio do ano passado”, disse o dirigente.
Albano Melo referiu que há um ano foi necessário fazer um esforço suplementar para colocar a pista em condições, após quatro anos de ausência de provas de motocross. “O Rui Gonçalves sabe como estava a pista depois destes anos de interregno”, sem contudo baixar a guarda. “Temos a ambição de melhorar condições a vários níveis, para as equipas, para o promotor e para o público”.
A ligação às escolas para “divulgar o motocross” e a instalação de passatempos para crianças para que as famílias possam deslocar-se ao crossódromo são iniciativas da organização. “É importante que se faça porque Águeda é uma terra de motas e bicicletas mas não temos pilotos”, referiu Albano Melo, sustentando que “todos os pormenores” são pensados para que a festa esteja assegurada.
Mais de 400 pessoas participam na organização, que já tem o mundial garantido até 2020.

Programa

SÁBADO 14 DE ABRIL
09h00 – Treinos EMX250 Grupo 1
09h45 – Treinos EMX250 Grupo 2
10h30 – Treinos WMX
11h30 – Treinos Livres MX2
12h00 – Treinos Livres MXGP
12h55 – Repescagem EMX250
14h00 – Treinos Crono MX2
14h40 – Treinos Crono MXGP
15h25 – WMX Corrida 1
16h25 – Qualificação MX2
17h10 – Qualificação MXGP
17h45 – EMX250 Corrida 1

DOMINGO 15 DE ABRIL
09h45 – WMX Corrida 2
10h25 – Warm-Up MX2
10h45 – Warm-Up MXGP
11h30 – EMX250 Corrida 2
13h15 – MX2 Corrida 1
14h15 – MXGP Corrida 1
16h10 – MX2 Corrida 2
17h10 – MXGP Corrida 2

BILHETES
– Bilhete MXGP Passe Geral: 25 euros
– Bilhete MXGP Passe Geral Bancada: 35 euros
– Bilhete MXGP Passe Geral VIP: 250 euros
– Crianças até aos 7 anos (inclusive): gratuito
– Bilhetes MXGP 8 a 11 anos: 50% de desconto
– Bilhete PADDOCK: 5 euros (só disponível para venda na bilheteira local)

Foto em cima: Jeffrey Herlings, líder do MXGP, na prova do ano passado em Águeda (foto MXGP)
Autores

Notícias Relacionadas

*

Top