Nelson Oliveira: ciclista em ascensão

Nelson Oliveira venceu a 13.ª etapa da Volta à Espanha 2015

Nelson Oliveira (Lampre/Mérida) classificou-se em 21º lugar na Volta à Espanha em bicicleta, que terminou domingo em Madrid. É a confirmação de um grande currículo, nacional e internacional, desde os escalões jovens e também de consolidação para que alcance novos resultados de relevo no futuro. Segue-se os mundiais, com Nelson Oliveira a representar Portugal em elites, nas provas de contrarrelógio e de fundo.

Na edição 2015 da Volta à Espanha, além do 21º lugar final, o ciclista bairradino foi ainda vencedor de uma etapa (13ª), 2º classificado noutra (19ª), oitavo na 17ª (contrarrelógio) e 11ª na penúltima, a decisiva para a vitória do italiano Fábio Aru (Astana). Nesta edição da Volta à Espanha, uma das três mais importantes do calendário velocipédico mundial, Nelson Oliveira foi o segundo melhor português, já que André Cardoso (Garmin) foi 18º classificado.
Aos 26 anos, e sem a obrigatoriedade de trabalhar para um chefe-de-fila, Nelson Oliveira dá sinais de que pode tornar-se num ciclista mais completo e capaz de ter grandes desempenhos em provas de três semanas.

GRANDE CURRÍCULO DESDE JOVEM

Primeira de duas páginas da entrevista que Nelson Oliveira concedeu ao RA

Primeira de duas páginas da entrevista que Nelson Oliveira concedeu ao RA

Quando o RA o entrevistou, em outubro de 2010, Nelson Oliveira tinha 21 anos, feitos a 6 de Março. O ciclista nasceu e reside em Azenha, freguesia de Vilarinho do Bairro (Anadia). Completou o 12º ano de escolaridade na Escola Secundária de Anadia e frequentou na ESTGA – Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda – o curso de especialização tecnológica de mecatrónica (em 2007 e 2008), estagiando em 2009 na sede da ABIMOTA.
Filho de um antigo ciclista do Sangalhos, Celestino Oliveira, protagonizou uma rápida ascensão na modalidade, sendo na altura como hoje uma das maiores promessas do ciclismo nacional. Iniciou-se no Sangalhos, em 2003, quando o clube procurou regressar ao ciclismo por via da formação. Ainda cadete mudou-se em 2004 para a Escola de Ciclismo Fernando Carvalho, onde permaneceu até 2008, a primeira época que fez no escalão de sub-23.
Em 2009 correu na Ciudad Lugo (Galiza) através de uma parceria com a sua ex-equipa, de onde se mudou para a Xacobeo Galicia. Nesta equipa, em 2010, estreou-se no ciclismo profissional mas o contrato de dois anos ficou a meio devido à sua extinção. Na altura da entrevista, tinha assinado pela Radioshack, onde já permaneciam vários portugueses.

AS GRANDES VOLTAS

Entre outros registos, e como sub-23, Nelson Oliveira é tricampeão nacional de contrarrelógio (2008, 2009 e 2010), vice-campeão do mundo de contrarrelógio (2009) e medalha de prata e medalha de bronze no campeonato europeu de 2010, respetivamente em estrada e em contrarrelógio. Nos mundiais de 2010, que decorreram na Austrália, foi 4º classificado na prova de contrarrelógio. Foi o melhor português na Volta a França do Futuro (16º) desse ano.
Depois disso, Nelson Oliveira voltaria a ser campeão nacional de contrarrelógio (em sub23 e é atualmente bicampeão em elites) e foi campeão nacional em linha (2014). No último mundial, em 2014, foi 7º classificado em contrarrelógio (melhor posição de sempre de um português na especialidade, em elites).
Disputou as duas últimas voltas a França, evidenciando na derradeira semana na edição deste ano um comportamento mais uniforme nas montanhas dos Alpes – que confirmaria agora em Espanha, em especial na decisiva e montanhosa penúltima etapa de sábado (foi 11º e contribuiu para a vitória de Ruben Plaza, seu colega de equipa que já correu no Benfica).
Nelson Oliveira preside ao Clube Ciclismo da Bairrada, que se vem dedicando ao ciclismo de formação.

(leia mais nas versões e-paper e impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top