Nova temporada do Cineteatro Alba

Cineteatro Alba

Bruno Nogueira e Manuela Azevedo vão partilhar o palco do Cineteatro Alba com a Orquestra Filarmonia das Beiras numa produção especial do espetáculo “Deixem o Pimba em Paz”. Esta é uma das propostas da nova temporada do Cineteatro Alba

"Deixem o pimba em paz" é uma das propostas para a nova temporada do Cineteatro Alba

“Deixem o pimba em paz” é uma das propostas para a nova temporada do Cineteatro Alba

No concerto único, a ter lugar na noite de 5 de novembro, artistas e músicos resgatam canções bem conhecidas do universo “Pimba”, de Marco Paulo a Romana, passando por Mónica Sintra, José Malhoa e Quim Barreiros, dando-lhes uma nova sonoridade. A acompanhar Bruno Nogueira, Manuela Azevedo e a Orquestra Filarmonia, que vai ser dirigida pelo maestro Cesário Costa, vão estar os músicos Filipe Melo, Nuno Rafael e Nelson Cascais.
Um mês antes, em outubro, a música é outra. João Pedro Pais apresenta os êxitos de uma carreira que conta já com duas décadas, bem como as novas canções do seu último disco, “Identidade”. É no dia 8, pelas 21h30. No final do outubro, a 29, o Cineteatro Alba recebe a peça “GOD”, com Joaquim Monchique a fazer o papel do “Criador”, que decide mudar o rumo da humanidade antes que o pior aconteça.
No novo ciclo de programação, que arranca no dia 17 de setembro com a Pop Eletrónica da Isaura no Espaço Café-Concerto, destaca-se ainda a primeira edição do Festival Mi, o regresso do “OuTonalidades” e o Festival de Cinema – Do Pão.

FESTIVAL DE MÚSICA E CRIATIVIDADE INFANTIL

Entre os dias 30 de setembro e 2 de outubro, a Câmara Municipal, através do SAC – Serviço de Aprendizagem Criativa, organiza a primeira edição do Mi – Festival de Música e Criatividade Infantil de Albergaria-a-Velha. Aproveitando a celebração do Dia Internacional da Música, as crianças podem assistir a vários espetáculos concebidos especialmente para elas. Na manhã de sábado a proposta é ZYG, uma experiência artística para bebés, que potencia a descoberta dos sentidos e o instinto para a Arte, numa coprodução da Fundação Centro Cultural de
Belém/Fábrica das Artes. À tarde, os mais novos podem contar com “Cantos Contos – Concerto Ultravioleta”, uma produção SAC que mistura música e histórias numa encenação em luz negra, e “Tapete Mágico”, uma itinerância da Casa da Música. No domingo, há uma sessão de cinema infantil às 17h00, com duas curtas-metragens de animação e o filme “A Idade do Gelo: Big Bang”. Para os adultos o Festival Mi dinamiza o workshop “Variações Sobre ZYG” a
30 de setembro, pelas 18h.

OUTONALIDADES

No último quadrimestre de 2016, o Espaço Café-Concerto volta a receber o “OuTonalidades – Circuito Português de Música ao Vivo”, promovido pela d’Orfeu. O duo galego Uxia & Narf abre o ciclo na noite de 22 de setembro, seguindo-se a brasileira Kátya Teixeira, a 29.
Em outubro, os Korrontzi apresentam um espetáculo de música e dança do País Basco, no dia 6, e Sebastião Antunes revisita as músicas mais conhecidas do grupo de música Folk Quadrilha, no dia 20, acompanhado por Luís Peixoto e Marta Bárbara.
O ciclo “OuTonalidades” encerra a 17 de novembro com Noiserv, considerado um dos mais criativos e estimulantes projetos musicais portugueses surgidos na última década. Para além do espetáculo com Isaura a 17 de setembro, o Espaço Café-Concerto vai também receber o grupo aguedense de música alternativa, Nau, a 22 de dezembro. Já na Sala Estúdio, a 10 de novembro, a performance “Lullaby” apresenta uma das mais recentes revelações no universo clown.

CINEMA DOCUMENTAL

No cinema, o grande destaque vai para o Festival Internacional de Cinema Documental – Do Pão 2016, promovido no âmbito do Festival Pão de Portugal. A 15 de outubro, pelas 18h, terá lugar a cerimónia de entrega de prémios e a projeção dos filmes vencedores. Na primeira edição do festival foram recebidos 1383 filmes, tendo sido atribuídos dois prémios e três menções honrosas.
No que respeita à produção local, em evidência a reposição da peça “Perdição – Exercício sobre Antígona”, pela Companhia do Jogo/AlbergAR-TE, a 19 de novembro e, uma semana mais tarde, o Conservatório de Música da Jobra apresenta o espetáculo de dança contemporânea “As Coordenadas para Dançar”, resultado de uma residência artística no Cineteatro Alba. O ciclo bandas em concerto está também de regresso nos últimos meses do ano com atuações da Associação de Instrução e Recreio Angejense (25 de setembro), da Banda Recreativa União Pinheirense (22 de outubro), da Banda Filarmónica do Grupo Desportivo e Cultural de Ribeira de Fráguas (20 de novembro) e da Banda Velha União Sanjoanense (3 de dezembro).

TRÊS MOSTRAS EM EXPOSIÇÃO

Na sala de exposições, o Cineteatro Alba irá apresentar três mostras. De 10 a 27 de setembro estará patente a Exposição de Artes e Ofícios Contemporâneos, inserida no Festival dos Modos Nascem Coisas, que vai decorrer na Alameda 5 de Outubro, nos dias 17 e 18 de setembro. Em outubro os visitantes podem conhecer o dispositivo cénico da produção ZYG e, entre 11 de novembro e 11 de dezembro, serão recordados eventos marcantes das últimas três décadas na exposição “AIDA – 30 Anos, 30 Acontecimentos, 30 Obras de Arte”. A mostra está integrada no 5.º Fórum Empresarial da Região de Aveiro, que decorre a 11 de novembro, na sala principal.
Toda a programação do Cineteatro Alba pode ser consultada aqui.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top