Novo ano escolar traz insatisfação ao pessoal não docente e pais

O novo ano lectivo trouxe a insatisfação das assistentes operacionais e pais, descontentes com algumas transferências de pessoal que estão a ser feitas entre escolas. Há assistentes operacionais a trabalhar numa escola há vários anos que não viram com bons olhos a mudança este ano para outro estabelecimento de ensino.

Os casos que nos chegaram ao conhecimento vêm do Agrupamento de Valongo do Vouga, sabendo-se que já motivaram, pelo menos, um abaixo-assinado de pais contra a mudança de uma funcionária.

Em declarações ao RA, Elsa Corga, vereadora da educação da Câmara de Águeda, refere que “a gestão do pessoal não docente deve ser feita pelos Agrupamentos de Esvolas”.

(informação completa na edição impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top