“O Agitágueda tem vindo a mudar mentalidades”

Câmara Municipal considera programa de animação diversificado e criativo

“É o momento em que Águeda se volta a reabrir ao mundo”, afirmou o presidente da câmara, Jorge Almeida, na apresentação oficial do Agitágueda, que vai decorrer entre os dias 7 e 29 de julho.

O presidente da câmara anunciou ainda surpresas durante os 23 dias do evento, a vereadora da cultura Elsa Corga destacou o envolvimento das associações e Edson Santos falou da “criatividade e inovação”, que marca mais uma edição do Agitágueda, que este ano, segundo avançou, contará com um maior envolvimento da Associação dos Comerciantes de Águeda (ACOAG) e com o comboio histórico que “será um fator que trará mais gente a Águeda”.
“O Agitágueda tem vindo a mudar mentalidades”, disse ainda Edson Santos, vice-presidente da autarquia.
Para além dos aguardados concertos e dos chapéus a colorirem as ruas, haverá arte urbana espalhada pela cidade, o encontro de estátuas vivas, o carnaval fora d`horas, iniciativas desportivas, encontro de Porches e as jornadas internacionais de turismo, nos dias 13 e 14, no Centro de Artes de Águeda.
O investimento, garantiu o presidente da câmara, não ultrapassará os 600 mil euros do ano anterior.
O Agitágueda arranca dia 6 com a Silent party, considerada a festa de abertura do evento. Pelo palco principal vão passar Carlão (dia 7); MC Livinho (dia 7); Tim & Orquestra 12 de Abril (dia 8); La Yegros (dia 12); Dubioza Loektiv (dia 13); Mariza (dia 14); Bárbara Bandeira (dia 15); Waldemar Bastos (dia 19); Diogo Piçarra (dia 20); Mário Mata (dia 22); Omar Souleyman (dia 26), Blaya (dia 27), Ella Eyre (dia 28), e Paula Fernandes (dia 29). A entrada é gratuita.
Uma residência com artistas convidados de vários países irá permanecer em Águeda e este momento de residência/ workshop resultará em várias performances ambulatórias onde serão criadas formas artísticas pelo corpo, voz e poesia.

Comboio turístico com
paragem em Águeda
Durante o evento estará em funcionamento o comboio turístico que liga Aveiro a Sernada do Vouga, e que pára em Águeda durante uma hora para que os passageiros possam descobrir o que Águeda tem para oferecer e motivar o seu regresso.
A autarquia tem vindo a implementar melhorias ao acesso dos cidadãos com mobilidade reduzida, entre elas a implementação de rampas, uma área próxima do palco para os concertos, WC adaptados, estacionamento reservado a carros com dístico de mobilidade reduzida, entre outros espaços que serão preparados para este público.

(leia mais na edição e-paper e impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top