Ópera e ballet russo compõem programação de nível do Centro de Artes

Centro De Artes De Águeda

O primeiro aniversário do Centro de Artes de Águeda (CAA), em maio, traz uma das mais emblemáticas óperas de Puccini a Águeda, mas também uma peça de teatro com o consagrado ator e encenador Diogo Infante e ainda nomes grandes do ballet russo, que fazem a programação daquele equipamento até junho

A programação definida pela Câmara Municipal para aquele espaço já é conhecida até junho e inclui uma diversidade de propostas para todos os gostos e públicos, sem esquecer os mais novos.
Música, teatro, exposições mas também a dança serão apostas fortes, com destaque para o espetáculo de ballet que reúne nomes grandes do Teatro Bolshoi de Moscovo, no dia 28 de abril. O espetáculo “Gala Nina Kaptsova & Estrelas do Ballet Russo”, concebido por Evgeniya Bespalova, é formado por obras maestras do grande repertório da dança clássica, abrangendo distintos coreógrafos como Marius Petipa, Vasily Vainonen, Lev Ivanov, mas também Mikhail Fokin e Alexander Gorsky. Uma gala de homenagem à dança, que trará obras-primas coreográficas que se eternizaram pela sua beleza, dramatismo e riqueza técnica.
A “abrir” a programação, no mês de abril, teremos nos dias 6 e 7, um grande espetáculo com a Orquestra Filarmónica 12 de Abril (Travassô) que juntará, em palco, nomes consagrados da música portuguesa como Sérgio Godinho, Jorge Palma, Luís Portugal e Manuela Azevedo.

DIOGO INFANTE REGRESSA A ÁGUEDA

Entre os dias 10 e 27 de abril estará patente na sala estúdio a exposição “Voar” e, no dia 27 de abril, sobem ao palco Os Commedia a La Carte com o espetáculo “Os Melhores do Mundo”, que trará a Águeda César Mourão, Carlos M. Cunha e Gustavo Miranda.
Nos dias 10 e 11 de maio, há bom teatro com a peça “O Deus da Carnificina”, que trará Diogo Infante de novo a Águeda (pisou o palco do CAA recentemente com a peça “quem tem medo de Virginia Woolf” ao lado de Alexandra Lencastre). A peça, encenada por Diogo Infante, de autoria de Yasmina Reza, junta ainda em palco Jorge Mourato, Patrícia Tavares e Rita Salema. A peça coloca em cena dois casais, adultos e aparentemente civilizados, que se encontram para resolver um incidente protagonizado pelos seus filhos menores.

CAA ESTREIA-SE NA ÓPERA

O Centro de Artes de Águeda estreia-se na ópera, neste primeiro ano de existência, ao trazer, no dia 12 de maio, Madame Butterfly, a comovente história de uma bela e jovem gueixa que sacrifica a família, religião e a própria vida por amor ao marido americano. Uma ópera que já esteve noutras salas do país, mas que aqui pode ser apreciada a preços mais “simpáticos”, por 20 euros (plateia), 15 (balcão) ou 12 (frisas).

ESPETÁCULOS TAMBÉM PARA OS MAIS NOVOS

Nos dias 13 e 14 de maio, sobe ao palco do CAA “A Bela e o Monstro”, produzido pela Yellow Star Company, com encenação de Paulo Sousa Costa e João Didelet, dirigido aos mais pequenos. Os atores Mara Prates, Luis Pacheco, Jorge Kapinha, Mafalda Teixeira, Patrícia Candoso, Diogo Garcia, Anilson Eugénio, José Nuno e Júlio Mesquita compõem o elenco deste musical, que parte de uma das mais emocionantes estórias sobre o amor.
Entre os dias 15 de maio e 30 de junho, a sala estúdio do CAA recebe a exposição “Os Lusíadas na figuração de Levi Guerra”.

COLEÇÃO  JOSÉ LIMA

Outra exposição que poderá ser vista naquele espaço é a Coleção José Lima, que ficará patente no espaço expositivo de 20 de maio a 30 de junho.
Nos dias 20 e 21 de maio, a proposta destina-se sobretudo aos bebés, com a peça “Lagartinha”, uma produção do Teatro do Biombo. Trata-se de um espetáculo de teatro com momentos interativos para bebés, baseado no livro infantil A Lagartinha muito comilona, de Eric Carle.
Já nos dias 22 de maio e 24 de maio, sobe ao palco o espetáculo “Nome”, dirigido aos alunos das escolas, da Companhia da Chanca (sediada em Penela).
Segue-se no dia 26 de maio, um concerto com a cantora e compositora belga Selah Sue.
O teatro volta ao CAA a 30 de maio com o regresso de Joaquim Monchique (esteve nas Sextas Culturais com o espetáculo GOD) a Águeda e o espetáculo “Mais Respeito que Sou Tua Mãe”.

FADO E MAGIA COM LUÍS DE MATOS

A programação de junho, inicia no dia 2, com fado e o espetáculo Alma de Coimbra e, no dia 9, há magia com Luís de Matos.
Nos dias 17 e 18 de junho, a programação volta-se de novo para os mais novos, com o espetáculo “O cão que corre atrás de mim (E o avô Elísio à janela)”, de Filipe Caldeira.
Já no dia 23 de junho, há humor com António Raminhos e, no dia 30, sobem ao palco Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano e Maria Henrique com a peça “40 e então?”, a partir de textos de Ana Bola, Ana Brito e Cunha, Helena Sacadura Cabral, Inês Maria Meneses, Leonor Xavier, Maria Henrique, Sílvia Baptista, Sónia Aragão, Rita Ferro e Rute Gil Figurinos Isabel Carmona.
Os preços dos bilhetes dos espetáculos variam entre os 15 e os 8 euros, sendo que o valor dos ingressos da maioria deles é 10 euros, exceção para a ópera (20 euros o mais caro) e para o ballet (25 euros o mais caro).

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top