PSD apresentou sugestões na AM para atrair empresas

Parque empresarial do Casarão

Apesar de considerar tratar-se de um projeto “sem pés nem cabeça”, Hilário Santos (PSD) defendeu, na sessão da Assembleia Municipal,  que já que o parque empresarial do Casarão está construído há a obrigação de contribuir para atrair empresas. E até deixou algumas sugestões à maioria socialista. Uma delas, a mudança dos armazéns da autarquia para o parque, foi aceite por Gil Nadais.
Mas o deputado social democrata não se ficou por aqui, tendo sugerido ao executivo a criação de uma zona de serviços no parque, a instalação no local do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS), da Unidade de Intervenção da GNR, bem como a criação de uma “incubadora a sério”, creches e ATL, espaços ajardinados e uma ligação rápida à N605.
“Há uma série de aspetos que o executivo é inatacável. Dotar o municipio de um parque é um deles”, retorquiu Paulo Seara (PS), considerando esta é a “grande obra do executivo socialista.
Em realção à incubadora, Gil Nadais informou haver um acordo com a Associação Empresarial de Águeda (AEA) para incubar empresas nas suas instalações, caso seja necessário. Gil Nadais revelou ainda que a autarquia vai construir um pavilhão no parque empresarial para alugar a empresas.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top