PSD diz não desistir de lutar pela via rápida Águeda/Aveiro

Estrada Águeda / Aveiro

“Não desistimos de lutar” pela via rápida Águeda/Aveiro “e tudo iremos fazer para que o mesmo possa ser concretizado”, disse o PSD distrital, em nota à imprensa, em reação às declarações do presidente da Estradas de Portugal/REFER. A concretização passa por uma variante e não autoestrada.

“Dizer-se que Aveiro e Águeda estão ligadas por duas autoestradas revela um profundo desconhecimento da realidade, ou, pior, uma tentativa de a distorcer”, refere a comissão política distrital do PSD, que diz “defender intransigentemente a construção de uma via rápida entre as duas sedes de concelho, ainda que não seja com perfil de autoestrada”.
De acordo com o PSD, “há várias soluções apontadas, todas elas bem estudadas, pelo que não permitiremos que este anseio, tão antigo como legítimo, saia da agenda política”.
No essencial, o PSD confirma o que já disse disse Ribau Esteves, presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA): o projeto da via rápida Águeda/Aveiro está incluído no PIMTRA (Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro), e consequentemente no Quadro Comum de Investimentos da Região de Aveiro (QCIRA). “É nesse âmbito que o dossiê deve ser tratado”.

GARANTIR FINANCIAMENTO

Para o PSD, “o desafio que todos temos entre mãos é garantir o financiamento comunitário para uma via fundamental para a competitividade da economia local, e para a valorização das empresas da região, muitas delas exportadoras”.
Adianta os social-democratas que se sabe “agora que não podemos contar com o apoio do presidente das Estradas de Portugal”, não deixando de lamentar. “Lamentamos, mas não nos preocupa, pois sabemos que ela vai ser construída, concretizando o projeto que a CIRA assume e a que o Governo não deixará de responder positivamente”.
O PSD distrital assegura que CIRA e Governo trabalharão “em conjunto para que sejam canalizados os fundos comunitários necessários para o efeito, na linha da prioridade prevista para os investimentos que reforcem a competitividade da nossa economia”.

Ministro questionado sobre via rápida Águeda/Aveiro por deputado do PS, Filipe Neto Brandão

Via rápida Águeda/Aveiro abandonada pela Estradas de Portugal

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top